Exportar registro bibliográfico

Bioecologia e manejo da broca-dos-citros Diploschema rotundicolle (Serville, 1834) (Coleoptera: Cerambycidae) (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: MACHADO, LAERTE ANTONIO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LET
  • Subjects: CONTROLE BIOLÓGICO; FRUTICULTURA; BROCAS (INSETOS NOCIVOS); MANEJO INTEGRADO; ECOLOGIA AGRÍCOLA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi conhecer aspectos relacionados à bioecologia da broca-dos-citros. Diploschema rotundicolle, com a finalidade de estabelecer um sistema de manejo integrado, através da catação manual de ramos atacados pelo inseto na época da oviposição (controle manual) associado ao fungo Metarhizium anisopliae (controle biológico). Para o estudo da bioecologia utilizou-se 32 plantas de citros, (Citrus sinensis) da variedade Natal com 18 anos de idade, nas quais consideraram-se 3 partes (baixa, média e alta), para verificar se havia preferência das fêmeas, na ocasião da oviposição, por uma destas partes do vegetal. Os levantamentos foram semanais, durante um período de 3 anos e todos os ramos retirados com os sintomas de ataques do inseto foram levados ao laboratório, onde foram abertos para a constatação da presença da larva e possíveis ocorrências de inimigos naturais. Comparou-se 2 experimentos de campo, 1989 e 1990, a eficiência do controle cultural realizado pelo produtor com o da equipe de pesquisa, sempre associado ao controle biológico com M. anisopliae. No primeiro, o fungo foi aplicado mediante a introdução de lagartas de Galleria mellonella infectadas (inseto vetor), no interior do canal aberto pela larva da broca-dos-citros e no segundo, comparou-se o efeito do patógeno aplicado na forma de pó. Os estudos da flutuação populacional evidenciaram um período de oviposição para D. rotundicolle, com maior freqúência entre os meses de março ajunho e que as fêmeas preferem as partes baixas e medianas da planta para ovipositar, sendo que nestes locais a espécie apresentou maior viabilidade larval. Os resultados das catações manuais realizadas pela equipe de pesquisadores, assim como o controle biológico mediante as 2 formas de aplicações do fungo, foram eficazes no controle de larvas de D.rotundicolle. Já o controle cultural realizado pelo citricultor não foi eficiente em nenhum dos experimentos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.05.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACHADO, Laerte Antonio; BERTI FILHO, Evôneo. Bioecologia e manejo da broca-dos-citros Diploschema rotundicolle (Serville, 1834) (Coleoptera: Cerambycidae). 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998. Disponível em: < http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20181127-155826/ >.
    • APA

      Machado, L. A., & Berti Filho, E. (1998). Bioecologia e manejo da broca-dos-citros Diploschema rotundicolle (Serville, 1834) (Coleoptera: Cerambycidae). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20181127-155826/
    • NLM

      Machado LA, Berti Filho E. Bioecologia e manejo da broca-dos-citros Diploschema rotundicolle (Serville, 1834) (Coleoptera: Cerambycidae) [Internet]. 1998 ;Available from: http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20181127-155826/
    • Vancouver

      Machado LA, Berti Filho E. Bioecologia e manejo da broca-dos-citros Diploschema rotundicolle (Serville, 1834) (Coleoptera: Cerambycidae) [Internet]. 1998 ;Available from: http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20181127-155826/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021