Exportar registro bibliográfico

Relações contratuais e qualidade na citricultura: proposta de modelo de remuneração (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: ANDIA, LUIS HENRIQUE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Subjects: FRUTICULTURA; AGRICULTURA (ASPECTOS ECONÔMICOS); PREÇO AGRÍCOLA; INDÚSTRIA AGRÍCOLA (ECONOMIA)
  • Language: Português
  • Abstract: No Brasil, o complexo agroindustrial citrícola teve seu início na década de 60 com a implantação da indústria de suco. Nesta época, a laranja era comercializada no mercado de frutas de mesa e havia livre negociação com a indústria. Com o crescimento desta indústria, e pela necessidade de se manter um relacionamento estável e duradouro, surge o contrato à preço fixo (década de 70). Em meados dos anos 80 (safra 86/87) foi introduzido o contrato de participação, que perdurou até a safra de 1992/93. Em meados da década de 90 (safra 95/96), após intervenção do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), a livre negociação passou a ser a nova forma de relacionamento entre citricultores e indústria, dividindo-se entre contratos à preço fixo de 2 a 3 anos e fornecimento via mercado (preço spot do dia). Este estudo analisa, sob a ótica da teoria dos custos e contratuais, o comportamento de cada tipo de relacionamento entre os principais elos da cadeia agroindustrial citrícola. Como resultado verifica-se que o contrato de participação, que estabelecia uma quase-sociedade, apresentou o menor custo de transação. Além do mais, o enfoque é também direcionado a forma de remuneração, isto é, pagamento por qualidade e não mais por quantidade de fruta entregue. O conceito de pagamento por sólidos solúveis estabelece uma homogeneidade da informação pela cadeia citrícola. Os coeficientes passariam a ser estudados por quilograma (Kg) de sólidos solúveis, ao contráriodo indicador baseado em caixas de 40,8 Kg. Com o pagamento por qualidade, os citricultores eficientes perceberiam uma maior margem líquida. Analisou-se também o comportamento da margem líquida, no período compreendido entre 1964 a 1997, auferida pelo citricultor e indústria de suco, mediante o recebimento (pagamento) por caixas de 49,8 Kg e por Kg de sólidos solúveis. Sintetizando, recomenda-se, em termos distributivos, o modelo contratual de participação que inclua uma remuneração-incentivo, via sistema de pagamento por sólidos solúveis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.04.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDIA, Luís Henrique; NEVES, Evaristo Marzabal. Relações contratuais e qualidade na citricultura: proposta de modelo de remuneração. 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998.
    • APA

      Andia, L. H., & Neves, E. M. (1998). Relações contratuais e qualidade na citricultura: proposta de modelo de remuneração. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Andia LH, Neves EM. Relações contratuais e qualidade na citricultura: proposta de modelo de remuneração. 1998 ;
    • Vancouver

      Andia LH, Neves EM. Relações contratuais e qualidade na citricultura: proposta de modelo de remuneração. 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021