Exportar registro bibliográfico

O Doppler colorido como fator prognóstico do câncer de mama (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: BORGES, JOÃO BOSCO RAMOS - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MOG
  • Assunto: OBSTETRÍCIA
  • Language: Português
  • Abstract: O doppler colorido permite visualizar a vascularidade dos tumores de mama. No presente estudo o doppler colorido de câncer de mama (n=66) foi comparado com o de mama normal, contralateral e com fatores prognósticos bem estabelecidos. Observou-se angiogenese em 96 por cento dos tumores, sendo que em 95 por cento foram detectados vasos na periferia e em 50 por cento vasos no centro. O número de vasos foi progressivamente maior e a medida que progrediu o estadiamento clínico. O índice de pulsatilidade foi menor na menacme do que na pós-menopausa. Outrossim, verificou-se que o número de vasos na periferia foi significativamente maior que o número de vasos no centro do tumor e o número médio de vasos na mama com tumor foi maior que o número médio de vasos na mama normal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.11.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BORGES, João Bosco Ramos; SOUZA, Aurélio Zecchi de. O Doppler colorido como fator prognóstico do câncer de mama. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Borges, J. B. R., & Souza, A. Z. de. (1998). O Doppler colorido como fator prognóstico do câncer de mama. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Borges JBR, Souza AZ de. O Doppler colorido como fator prognóstico do câncer de mama. 1998 ;
    • Vancouver

      Borges JBR, Souza AZ de. O Doppler colorido como fator prognóstico do câncer de mama. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021