Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento de um sistema em fluxo contínuo com multissensoramento. Parte I Eletrodos metálicos potenciométricos e condutométricos. Parte II Automação do sistema. Parte III Desenvolvimento e aplicação de modelos na determinação de constantes termodinâmicas em substâncias húmicas (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: JAVARONI, RITA DE CÁSSIA ALONSO - IQSC
  • Unidade: IQSC
  • Subjects: QUÍMICA ANALÍTICA; QUÍMICA AMBIENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: Descreve-se neste trabalho o projeto, desenvolvimento e algumas aplicações de um sistema de fluxo contínuo em linha única constituído por três células sensoras: duas células de fluxo potenciométricas e uma condutométrica para o estudo do comportamento de ácidos húmicos provenientes de diferentes origens. O sistema potenciométrico foi constituído de duas células projetadas para operar abrigando um sistema de dois eletrodos cada. Um desses eletrodos sempre foi o de referência (Ag/AgCl) e o outro, platina ou um dos eletrodos sensíveis à acidez de liga Ni-Cr/óxido, submetidos a três diferentes tipos de tratamento: aquecimento em atmosfera oxidante, aquecimento em atmosfera oxidante com imersão em solução 'H IND.2 SO IND.4/Cr IND.2 O IND.3' e 'MoO IND.3' e, finalmente, oxidação eletroquímica (em condições voltamétricas). O sistema condutométrico, especialmente projetado para medidas dinâmicas, foi constituído por dois eletrodos de aço inox AISI 316L dispostos paralelamente, de forma a permitir a variação do volume interno da célula (140 a 400 'mü'L). Os eletrodos apresentaram boa linearidade (curvas de potencial em função do pH), no intervalo de 2 a 11. A variação máxima de potencial na resposta destes eletrodos com o tempo de imersão foi de 30mV/h, fato observado esporadicamente no transcorrer dos experimentos, o que sugere boa estabilidade na resposta na escala de acidez utilizada. Tal comportamento viabilizou sua utilização como sensores de acidez em análisesmais específicas, a saber, titulometria de ácidos húmicos. Nas investigações condutométricas o comportamento do par de eletrodos de aço inox AISI 316L foi avaliado com relação à sua linearidade de resposta frente à variação do volume interno da célula com a consequente variação na concentração de soluções padrão de KCl ('10 POT.-4' a '10 POT.-1' 'MoIL POT.-1'), observando-se boa linearidade. Ao sistema acoplou-se um microcomputador equipado com uma placa National (sistema de aquisição de dados em linguagem LabVIEW). O software desenvolvido permitiu a comunicação do computador com os sistemas de sensores (transdutores) de sinais (variações de potencial e condutividade) por intermédio da interface inteligente. A grande vantagem do sistema foi permitir a obtenção simultânea de dados em três tipos de "equipamentos" (um real: condutivímetro e dois virtuais; pHmetros), com aquisição dos dados em diferentes pontos do sistema, representativos das variações que ocorrem no interior da célula reacional. Desse modo, foram estudados potenciométrica e condutometricamente, sete ácidos húmicos provenientes de diferentes origens, a saber: vermicomposto, turfa e solo, além de um comercialmente adquirido. Os resultados obtidos para estas matrizes foram bastante satisfatórios, possibilitando a aplicação de modelos especialmente desenvolvidos para polieletrólitos. A fim de complementar a análise desses modelos foram realizadas medidas viscosimétricas paradeterminação da viscosidade intrínseca e a massa molecular média relacionada à viscosidade, para os àcidos húmicos. Na determinação das áreas superficicias de tais substâncias foram utilizadas as isotermas BET. Os resultados mostraram uma grande variação nestas áreas, fato relacionado, provavelmente, com a distribuição alifático/aromático dessas moléculas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.05.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      JAVARONI, Rita de Cássia Alonso; REZENDE, Maria Olímpia de Oliveira. Desenvolvimento de um sistema em fluxo contínuo com multissensoramento. Parte I Eletrodos metálicos potenciométricos e condutométricos. Parte II Automação do sistema. Parte III Desenvolvimento e aplicação de modelos na determinação de constantes termodinâmicas em substâncias húmicas. 1998.Universidade de São Paulo, São Carlos, 1998.
    • APA

      Javaroni, R. de C. A., & Rezende, M. O. de O. (1998). Desenvolvimento de um sistema em fluxo contínuo com multissensoramento. Parte I Eletrodos metálicos potenciométricos e condutométricos. Parte II Automação do sistema. Parte III Desenvolvimento e aplicação de modelos na determinação de constantes termodinâmicas em substâncias húmicas. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Javaroni R de CA, Rezende MO de O. Desenvolvimento de um sistema em fluxo contínuo com multissensoramento. Parte I Eletrodos metálicos potenciométricos e condutométricos. Parte II Automação do sistema. Parte III Desenvolvimento e aplicação de modelos na determinação de constantes termodinâmicas em substâncias húmicas. 1998 ;
    • Vancouver

      Javaroni R de CA, Rezende MO de O. Desenvolvimento de um sistema em fluxo contínuo com multissensoramento. Parte I Eletrodos metálicos potenciométricos e condutométricos. Parte II Automação do sistema. Parte III Desenvolvimento e aplicação de modelos na determinação de constantes termodinâmicas em substâncias húmicas. 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021