Exportar registro bibliográfico

O ato analítico e seu potencial de simbolização (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GARCIA, JOSÉ CARLOS - IP
  • Unidades: IP
  • Sigla do Departamento: PSC
  • Subjects: PSICANÁLISE; PROCESSOS TERAPÊUTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desta dissertação é discutir a questão do potencial de simbolização da intervenção analítica dependendo do modo como se concebe a posição transferencial do analista. Para tanto, faço uma incursão pela obra freudiana, mais especificamente pelos textos que privilegiam a discussão da técnica. Procuro resgatar os movimentos do pensamento freudiano na direção do que viria a ser reconhecido como a técnica psicanalítica clássica, caracterizada pelas seguintes proposições fundamentais: regra de associação livre, atenção flutuante, uso do divã, número de sessões ao redor de quatro vezes por semana, etc. Desenvolvo então o argumento através do qual sustento que a técnica freudiana se viu exposta a uma condição de limitação no seu alcance terapêutico pelo fato de Freud ter concebido toda uma visão de trabalho que buscava como foco de sua intervenção o reprimido inconsciente. Afirmo que a clínica psicanalítica nos expõe a muito mais que isso, e vou buscar subsídios na própria teoria freudiana para poder embasar esta posição. Discuto o conceito de simbolização na obra de Freud e aponto para o que acredito ser uma defasagem entre esse desenvolvimento teórico, por exemplo com a conceituação da pulsão de morte, e o desenvolvimento da teoria da técnica. Finalmente utilizo algumas concepções técnicas de Winnicott e Ferenczi, além de alguns autores citados no texto, para ampliar as concepções sobre a posição transferencial do analista e propor que estealcance transferencial vai além do que acreditou Freud. Quero dizer que o analista é o suporte transferencial para conteúdos que estão aquém do reprimido e que de fato ele é tomado na condição de objeto da atualidade pulsional. Em conseqüência desta argumentação concluo que esta modificação da noção de transferência amplia os horizontes da clínica psicanalítica, não apenas nas patologias neuróticas mas também nos aproximando da clínica das psicoses
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.06.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, José Carlos; SAFRA, Gilberto. O ato analítico e seu potencial de simbolização. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Garcia, J. C., & Safra, G. (1998). O ato analítico e seu potencial de simbolização. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Garcia JC, Safra G. O ato analítico e seu potencial de simbolização. 1998 ;
    • Vancouver

      Garcia JC, Safra G. O ato analítico e seu potencial de simbolização. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020