Exportar registro bibliográfico

Substituição do milho por subprodutos energéticos em dietas de bovinos à base de bagaço de cana tratado à pressão e vapor: digestibilidade e parâmetros ruminais (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: CARVALHO, MARCELO PEREIRA DE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LZT
  • Subjects: BOVINOCULTURA DE CORTE; NUTRIÇÃO ANIMAL; NUTRIÇÃO ANIMAL; CEREAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de avaliar os efeitos da substituição parcial de milho por fiontes energéticas com diferentes perfis de carboidratos em dietas à base de cana tratado a pressão e vapor (BTPV), foi realizado experimento com 4 novilhos fistulados de aproximadamente 2,5 anos e 500 kg de peso vivo, de acordo com o delineamento experimental de quadrado latino, com 4 tratamentos: uma testemunha (T1), com baixo teor de concentrado (40% da MS) e tr6es dietas com alto concentrado (60%), sendo a fração energética estudada constituída de milho moído (T2), farelo de glúten de milho (T3) e polpa cítrica moída (T4). As dietas foram formuladas de forma que os 3 tratamentos com menor teor de milho 9T1,T3 e T4) continham 20,8% deste ingrediente na MS. O ensaio envolveu avaliaçào da digestibilidade da MS e seus componentes, pH e amônia ruminal, taxa de passagem e degradação ïn situ" do BTPV nos 4 tratamentos e do milho nos tratamentos 1 e 2, farelo de glúten de milho no T3 e polpa cítrica no T4. O aumento do concentrado, independentemente da fonte energética, elevou o consumo de MS em relação ao peso vivo (p<0,05), sendo os valores 1,48; 1,80; 1,83 e 1,72%, respectivamente, para T1, T2, T3 e T4, e tendeu a elevar a digestibilidade da MS e os nutrientes digestíveis totais 9NDT0, P=0,12, sendo o NDT médio medido de 59,16; 65,54; 64,24 e 64,23%, respectivamente. A utilização de farelo de glúten, ou polpa cítrica em substituição parcial ao milho resultou em manutenção do valor ebergético dasdietas. Com o aumento da proporção de concentrado, não houve efeito (p>0,10) na digestibilidade da fibra em detergente neutro (FDN), embora os tratamentos T2 e T4, com menor teor de fobra e maior teor de carboidratos não estruturais, tenham proporcionado valores mais baixos. A digestibilidade total do amido apresentou-se dentro da faixa verificada na literatura, sendo os valores 88,43l 88,95; 91,63 e 92,89%, respectivamente para T1, T2, T3 e T4. A digestibilidade do amido foi superior em T4 em comparação a T1 e T2 (p<0,05), ao passo que o valor verificado em T3 não diferiu dos demais. Os dados mostram que não houve queda na digestibilidade do amido quando o teor deste passou de 16,77 para 34,76% na MS (T1 e T2, respectivamente) e que o valor mais elevado de digestibilidade do amido foi obtido em T4, qua apresentava quantidades significativas de diferentes fontes de carboidratos de rápida degradação ruminal (carboidratos solúveis, pectina e amido). Apesar do alto nível de concentrado e da baixa efetividade da fibra do BTPV, os valores médios de pH situaram-se em níveis satisfatórios à digestão de fibra, sendo 6,60; 6,43; 6,49 e 6,47 para T1, T2, T3 e T4, respectivamente, não havendo diferença entre os tratamentos (p>0,10). Apesar das curvas de variação de pH não diferiram entre os tratamentos, T2 tendeu a manter pH mais baixo ao longo do dia, indicando maior quantidade de amido disponível para fermentação. Não houveefeito dos tratamentos nos valores médios de amônica ruminal (p>0,10), cujos valores médios foram 5,03; 3,92; 4,98 e 5,94 mg/dl, respectivamente, para T1, T2, T3 e T4,sendo compatíveis com os dados verificados na literatura. O aumento da proporção de concentrado composto de milho moído (T2) reduziu a fração "in situ" potencialmente degradável da MS e da FDN (p<0,05) do BTPV, diminuindo a degradação potencial e efetiva, enquanto os tratamentos T3 e T4 mantiveram-se em níveis intermediários, não diferindo dos demais. Concluiu-se que tanto o farelo de glúten de milho quanto a polpa cítrica podem ser utilizados em substituição parcial ao milho em dietas à base de BTPV nos níveis estudados (19 e 27% da MS total da dieta para polpa cítrica e farelo de glúten de milho, respectivamente) sem queda na digestibilidade, provavelmente em função da menor competiçào por substratos fermentescíveis em comparação ao tratamento com alto teor de amido ou em função de condições ruminais mais favoráveis à digestão de fibra, estimulando o desenvolvimento de bactérias celulolíticas. Ambos os subprodutos estudados apresentam grande potencial de substituição parcial do milho em dietas com BTPV, sem que haja redução da digestibilidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.04.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Marcelo Pereira de; BOIN, Celso. Substituição do milho por subprodutos energéticos em dietas de bovinos à base de bagaço de cana tratado à pressão e vapor: digestibilidade e parâmetros ruminais. 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191108-113220/ >.
    • APA

      Carvalho, M. P. de, & Boin, C. (1998). Substituição do milho por subprodutos energéticos em dietas de bovinos à base de bagaço de cana tratado à pressão e vapor: digestibilidade e parâmetros ruminais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191108-113220/
    • NLM

      Carvalho MP de, Boin C. Substituição do milho por subprodutos energéticos em dietas de bovinos à base de bagaço de cana tratado à pressão e vapor: digestibilidade e parâmetros ruminais [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191108-113220/
    • Vancouver

      Carvalho MP de, Boin C. Substituição do milho por subprodutos energéticos em dietas de bovinos à base de bagaço de cana tratado à pressão e vapor: digestibilidade e parâmetros ruminais [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191108-113220/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021