Exportar registro bibliográfico

Análise da proliferação endosteal após a colocação de discos de titânio c. p. em coelhos, tratados por diferentes formas (1997)

  • Authors:
  • Autor USP: ROCHA, WELLINGTON MARCIO DOS SANTOS - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Assunto: PERIODONTIA
  • Language: Português
  • Abstract: Recentemente, tem tornado aparente que o sucesso do implante endosteal é largamente, se não totalmente, determinado pela biocompatibilidade do material usado. Esta biocompatibilidade parece estar determinada não somente pela natureza química do material, mas também pela propriedade micromorfológica da superfície do implante. Os resultados apresentaram uma avaliação histológica da cicatrização inicial seguida da implantação de discos de titânio c.p. com superfície porosa fixados endostealmente. Para testar esta avaliação foram utilizados 12 coelhos machos com peso médio de 3,2 Kg., sendo que cada animal recebeu 2 discos de titânio c.p.. Em todos os animais, os discos de titânio foram utilizados para avaliação histológica de crescimento ósseo. Os animais foram divididos em 4 grupos, de acordo com o tratamento químico superficial recebido pelos discos de titânio: Grupo "S" tratamento superficial com ácido sulfúrico (H2SO4) à 10%; Grupo "SN" tratamento superficial com ácido nítrico (HNO3) à 30%, mais ácido fluorídrico (HF) à 3% e ácido sulfúrico à 10%; Grupo "N" tratamento superficial com ácido nítrico (HNO3) à 30% mais ácido fluorídrico (HF) à 3%; e o grupo "ST" não houve qualquer tipo de tratamento superficial. Um disco de cada grupo foi examinado ao Microscópio de Força Atômica (AFM) para avaliar a rugosidade superficial provocada pelo tratamento químico. Após 8 semanas de cicatrização as peças foram retiradas para análise histológica dos espécimes. Aslâminas foram feitas de acordo com o protocolo para material não descalcificado em equipamentos EXAKT e analisadas com processador de imagens digitalizadas. Mediu-se o crescimento ósseo em contato linear entre osso e toda a superfície dos discos. Os resultados demonstraram superioridade dos grupos tratados com métodos que aumentam a rugosidade superficial e os valores mais altos na osseointegração foram encontrados nos grupos "SN" (308,4 +/- 38,8) e "N" ) (299,3 +/- 99,1) significativos para o teste não paramétrico KRUSKAL-WALLIS p=0,005, enquanto os grupos "S" e "ST" tiveram os resultados bem próximos (128,2 +/- 34,1) e (143,9 +/- 53) respectivamente. Os resultados de crescimento ósseo mostraram-se diretamente relacionados à superfície rugosa dos discos de titânio após tratamento químico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.1997

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROCHA, Wellington Márcio dos Santos; CAMPOS JÚNIOR, Aguinaldo. Análise da proliferação endosteal após a colocação de discos de titânio c. p. em coelhos, tratados por diferentes formas. 1997.Universidade de São Paulo, Bauru, 1997.
    • APA

      Rocha, W. M. dos S., & Campos Júnior, A. (1997). Análise da proliferação endosteal após a colocação de discos de titânio c. p. em coelhos, tratados por diferentes formas. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Rocha WM dos S, Campos Júnior A. Análise da proliferação endosteal após a colocação de discos de titânio c. p. em coelhos, tratados por diferentes formas. 1997 ;
    • Vancouver

      Rocha WM dos S, Campos Júnior A. Análise da proliferação endosteal após a colocação de discos de titânio c. p. em coelhos, tratados por diferentes formas. 1997 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021