Exportar registro bibliográfico

Morfometria comparada do crânio e taxonomia das duas formas de baleia-minke (Balaenoptera acutorostrata Lacépède, 1804) (Cetacea : Balaenopteridae) do hemisfério sul (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ZERBINI, ALEXANDRE NOVAES - IB
  • Unidades: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: ZOOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: A baleia-minke, Balaenoptera acutorostrata Lacépède, 1804, apresenta distribuição cosmopolita em ambos os Hemisférios e possui quatro variedades cujo o status taxonômico permanece indefinido. As minkes do Atlântico e Pacífico Norte são alopráticas e estão isoladas geograficamente das duas formas simpátricas do Hemisfério Sul, baleia-minke-antártica e a baleia-minke -anã. Um estudo comparativo das variações morfológicas e ontogenéticas do crânio foi realizado com o objetivo de estabelecer o nível de diferenciação entre as duas formas do Hemisfério Sul. Um total de 30 exemplares da forma anã e 14 da forma antártica coletados na Argentina, Brasil e Uruguai foram separados em três classes de maturidade craniana (filhotes, juvenis e adultos), medidos e examinados quanto às características morfológicas. Os crânios das minkes-anãs são aproximadamente 30% menores que os das minkes-antárticas. Mais de 55% das medidas proporcionais (em relação ao CBL, n=49) são estatisticamente diferentes (teste t, 'alfa'< 0,05) entre duas formas em todas as classes de maturidade. Caracteres qualitativos de valor taxonômico foram identificados nos parietais e interparietal no vertex, na marge anterior do supraoccipital, na crista lambdóidea, na marge anterior do porcesso orbital dos frontais, nos processos hamulares dos pterigóides e na borda anterior da fossa mandibular. O crânio da minke-anã se assemelha ao das formas do Norte corroborando estudos morfológicos e genéticosanteriores. O elevado grau de simpatia, a inexistência de indivíduos intermediários e as diferenças morfológicas, genéticas e biológicas demostram um total isolamento reprodutivo entre as minkes do Hemisfério Sul e comprovam que a minke-antartica deve ser considerada uma espécie distinta, cujo binômio prioritário é Balaenoptera bonaerensis Burmeister, 1867
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZERBINI, Alexandre Novaes; PINNA, Mário César Cardoso de. Morfometria comparada do crânio e taxonomia das duas formas de baleia-minke (Balaenoptera acutorostrata Lacépède, 1804) (Cetacea : Balaenopteridae) do hemisfério sul. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Zerbini, A. N., & Pinna, M. C. C. de. (1998). Morfometria comparada do crânio e taxonomia das duas formas de baleia-minke (Balaenoptera acutorostrata Lacépède, 1804) (Cetacea : Balaenopteridae) do hemisfério sul. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Zerbini AN, Pinna MCC de. Morfometria comparada do crânio e taxonomia das duas formas de baleia-minke (Balaenoptera acutorostrata Lacépède, 1804) (Cetacea : Balaenopteridae) do hemisfério sul. 1998 ;
    • Vancouver

      Zerbini AN, Pinna MCC de. Morfometria comparada do crânio e taxonomia das duas formas de baleia-minke (Balaenoptera acutorostrata Lacépède, 1804) (Cetacea : Balaenopteridae) do hemisfério sul. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020