Exportar registro bibliográfico

Distribuição da diversidade genética e correlações de caracteres em etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta, Crantz) provenientes da agricultura tradicional do Brasil (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: CURY, ROBERTO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: PLANTAS CULTIVADAS; GENÉTICA VEGETAL; PLANTAS CULTIVADAS (MELHORAMENTO;GENÉTICA)
  • Language: Português
  • Abstract: Os objetivos dete trabalho foram: I) avaliar a diversidade em relação a 46 descritores morfológicos, agronômicos e químicos de 56 etnovariedades de mandioca provenientes de áreas de agricultura tradicional autóctone das regiões do Rio Negro (Amazonas e Roraima), Rio Solimões (Amazonas) e litoral sul do Estado de São Paulo; II) estimar as correlações genéticas entre os descritores, com o principal ênfase nas variáveis importantes na domesticação; III) decompor as estimativas das variãncias genéticas em relação a unidades de agrupamento: roças e regiões. IV) estudar a divergência genética das etnovariedades por meio de técnicas de análise multivariada. A variabilidade fenotípica descrita pelos descritores morfológicos discretos foi alta. Por este parâmetro, a região do Rio Negro apresentou maior diversidade, seguida da região do Rio Solimões e por último o litoral sul do Estado de São Paulo. A variabilidade genética demonstrada pelos descritores agronômicos, químicos do caule e químicos da raiz também foi alta. Já a variabilidade genética descrita pelos descritores químicos das folhas não foi tão expressiva. Os descritores contínuos que se destacaram por apresentar alta herdabilidade no sentido amplo ao nível de parcelas (´h SOB. POT.2 IND.p´), alto coeficiente de variação genética (´CV IND.g´) e alta razão entre o coeficente de variação genética e o coeficiente variação ambiental (´CV IND.g´/´CV IND.e´) foram: teor de cinzas no caule, teor deproteínas no caule, potencial cianogênico na entrecasca das raízes, o teor de ácido cianídrico livre na entrecasca das raízes, teor de proteína nas raízes, teor de cinzas nas raízes e teor de fibras nas raízes. Vários descritores apresentaram alta correlação genética. O peso de raízes apresentou corelação genética alta e positiva com os descritores peso da parte aérea (´r IND.G(15,16)´= 0,75), índice de colheita (´r IND.G(15.17)´= 0,73), número de raízes )(´r IND.G(15,18)´= 0,87) e produção de amido (´r IND. G(15,19)´= 0,99); alta e negativa, com os descritores umidade da polpa das raízes (´r IND. G(15,39)´ = -0,64) e umidade das raízes (´r IND.(15,46)´= -0,64). O teor de amido apresentou correlação genética alta e negativa com os descritores umidade na polpa das raízes (´r IND. G(41,39)´= -0,77), teor de proteína nas raízes (´r IND. G(41,30)´ = -0,73), teor de cinzas nas raízes (´r IND. G(41,43)´ = -0,850, teor de fibras nas raízes (´r IND. G(41,44)´ = -0,82) e teor de umidade nas raízes (´r IND. G(41,46)´ = -0,77). Associação encontrada, principalmente entre os descritores químicos da raiz, parece ter favorecido o processo da domesticação. Na média de todos os 31 descritores avaliados, 76,13% da variãncia genética total foi devida à componente entre etnovariedades dentro de roças dentro de regiões (dentro de roças), 12,81% a componente entre regiões e 11,05% a componente entre roças dentro de regiões. A concentração da variabilidade dentro da roça (dentro dapopulação) sugere a ocorrência de fluxo gênico entre as populações. A região com maior diversidade genética foi a do Rio Negro, seguida da região do Rio Solimões e por último a região do litoral sul do Estado de São Paulo O padrão de dispersão multivariado das etnovariedades no geral foi contínuo, com apenas uma etnovariedade distanciando-se em demasiado das demais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.06.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CURY, Roberto; ANDO, Akihiko. Distribuição da diversidade genética e correlações de caracteres em etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta, Crantz) provenientes da agricultura tradicional do Brasil. 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20210104-191105/ >.
    • APA

      Cury, R., & Ando, A. (1998). Distribuição da diversidade genética e correlações de caracteres em etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta, Crantz) provenientes da agricultura tradicional do Brasil. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20210104-191105/
    • NLM

      Cury R, Ando A. Distribuição da diversidade genética e correlações de caracteres em etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta, Crantz) provenientes da agricultura tradicional do Brasil [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20210104-191105/
    • Vancouver

      Cury R, Ando A. Distribuição da diversidade genética e correlações de caracteres em etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta, Crantz) provenientes da agricultura tradicional do Brasil [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20210104-191105/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021