Exportar registro bibliográfico

Efeito de sistemas adesivos na resistência à fratura de pré-molares superiores humanos restaurados com amálgama (1996)

  • Authors:
  • Autor USP: PEGORARO, CAROLINA NUNES - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAD
  • Assunto: DENTÍSTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Avaliou-se, in vitro, o efeito da associação de sistemas adesivos de quarta geração às restaurações de amálgama, na resistência à fratura de dentes pré- molares superiores humanosonde foram preparadas cavidades mésio-ocluso-distais extensas. Para efeito de comparação, avaliaram-se também a resistência de dentes cujos preparos não foram restaurados e dentes cujos preparos receberam restaurações convencionais de amálgama e verniz cavitário. Preparos cavitários de dimensões padronizadas, com profundidade uniforme de 4 mm e largura também uniforme e equivalente a metade da distância intercuspídea foram confeccionados em 77 pré-molares superiores humanos previamente extraídos e incluídos por suas raízes em anéis de resina híbrida (poliestirênica-acrílica). Treze destes preparos permaneceram sem restauração (grupo controle) e, nos demais, subdivididos em 4 grupos iguais, aplicaram-se 2 camadas de verniz Copalite (grupo 2), All Bond 2 (grupo 3), Amalgambond Plus (grupo 4) e Scotchbond Multi Uso Plus (grupo 5). Os sistemas adesivos foram aplicados rigorosamente de acordo com as instruções dos respectivos fabricantes e todos os 64 preparos foram restaurados com amálgama de composição convencional e partículas de corte irregular (Velvalloy). Confeccionadas as restaurações, as amostras permaneceram armazenadas em água destilada por 24 horas em uma estufa regulada para manter a temperatura a '37GRAUS'. Decorrido esse período, todos os dentes foram submetidos aocarregamento axial de compressão na máquina de ensaios Kratos, a uma velocidade de 0,5mm/min., aplicada através de uma esfera metálica de 8mm de diâmetro tocando apenas as vertentes das cúspides vestibulares e lingual, sem entrar em contato com a restauração. A força foi aplicada até a fratura do remanescente, os valores de resistência foram registrados e submetidos à Análise de Variância a um critério e ao teste estatístico Student-Newman-Keuls. ) Os resultados permitiram concluir que os dentes cujos preparos não foram restaurados apresentaram uma resistência à fratura (61,8 kgf) significantemente inferior aos demais dentes restaurados e que as restaurações de amálgama associadas aos sistemas adesivos. Amalgambond Plus (79,5 kgf), Scotchbond Multi Uso Plus (85,4 kgf) e All Bond 2 (86,1 kgf) não foram capazes de aumentar a resistência à fratura de pré-molares com preparos mésio-ocluso-distais extensos, quando comparadas às restaurações de amálgama e verniz cavitário (80,5 kgf)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.11.1996

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEGORARO, Carolina Nunes; MONDELLI, José. Efeito de sistemas adesivos na resistência à fratura de pré-molares superiores humanos restaurados com amálgama. 1996.Universidade de São Paulo, Bauru, 1996.
    • APA

      Pegoraro, C. N., & Mondelli, J. (1996). Efeito de sistemas adesivos na resistência à fratura de pré-molares superiores humanos restaurados com amálgama. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Pegoraro CN, Mondelli J. Efeito de sistemas adesivos na resistência à fratura de pré-molares superiores humanos restaurados com amálgama. 1996 ;
    • Vancouver

      Pegoraro CN, Mondelli J. Efeito de sistemas adesivos na resistência à fratura de pré-molares superiores humanos restaurados com amálgama. 1996 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020