Exportar registro bibliográfico

Avaliação microscópica da polpa dentária humana após preparo para coroa total e cimentação com diferentes agentes cimentantes (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: COSTA, LUIZ CARLOS SANTIAGO DA - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Assunto: PRÓTESE DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo realizar uma avaliação microscópica da polpa dentária humana após preparo para coroa total metalocerâmica e cimentação com diferentes agentes cimentares. Foram selecionados 35 pré-molares hígidos (superiores/inferiores), de pacientes com idade entre 12 e 15 anos, que seriam extraídos por indicação ortodôntica. Cinco desses dentes não receberam nenhum tipo de preparo cavitário e dessa forma, permaneceram hígidos para servirem como grupo controle positivo (Grupo 1). Os outros 30 dentes receberam preparos para coroa total metalocerâmica, pela técnica da Silhueta, e divididos aleatoriamente, de acordo com o cimento utilizado para cimentação das coroas, em três grupos de 10 dentes da seguinte forma: Grupo 2 - Coroas cimentadas com cimento à base de hidróxido de cálcio (Life), Grupo 3 - Coroas cimentadas com cimento resinoso Panavia Ex Standard e Grupo 4 - Coroas cimentadas com cimento resinoso Panavia Ex 21. Após cimentação das coroas, os dentes permaneceram em função na boca por períodos de 7 e 45 dias, após o que, foram extraídos sem utilização de fórceps. Durante esse período os dentes foram também avaliados clinicamente para análise da sintomatologia. Imediatamente após as exodontias, os espécimes foram cortados no terço médio-cervical de suas raízes e armazenados em solução de formol 10% por 24 horas. Após a fixação da polpa, os dentes foram desmineralizados em EDTA, diafanizados, incluídos em parafina, cortados emmicrótomo e preparadas as lâminas histológicas. As lâminas, então, foram coradas em Hematoxilina-Eosina, Trichromico de Masson e Brown e Brenn para análise microscópica dos tecidos pulpares e para presença de bactérias no interior dos túbulos dentinários, respectivamente. As análises microscópicas foram realizadas para verificação de sua qualidade e grau de inflamação, aguda ou crônica, de acordo com as características de seus constituintes celulares. ) Fenômenos como: hiperemia, hemorragia, alinhamento da camada odontoblástica, presença de bactérias nos túbulos dentinários e formação de dentina reacional foram observados e também, a espessura da dentina remanescente. As análises realizadas nas lâminas referentes aos espécimes dos grupos experimentais, mostraram que a camada odontoblástica apresentava-se organizada, com discreta vacuolação, não apresentando ainda, nenhum deslocamento celular intracanalicular ou morte celular, tanto para os grupos de 7 dias quanto para o grupo de 45 dias. Em relação aos outros fatores analisados, nenhuma alteração foi notada que apresentasse diferença entre os grupos experimentais e controle. De acordo com a espessura de dentina remanescente, verificou-se que os espécimes apresentavam uma espessura média de 1,53mm para o grupo 2, 1,58mm para o grupo 3 e 1,55mm para o grupo 4, estando de acordo com os procedimentos clínicos restaurados e dentro de parâmetros para análise microscópica da polpa. Como nenhuma diferençamicroscópica foi notada entre os grupos controle e experimentais e tampouco entre os grupos experimentais, nenhum teste estatístico precisou ser aplicado aos resultados. De acordo com os resultados obtidos pôde-se constatar que os cimentos resinosos Panavia Ex Standard e Panavia Ex 21, nas condições estudadas não causaram qualquer tipo de reação inflamatória na polpa dos dentes preparados e que nenhum paciente apresentou sensibilidade pós- operatória. Daí conclui-se que a utilização desses materiais não deve gerar preocupações clínicas quanto às repercussões pulpares desde que uma espessura mínima de dentina remanescente seja preservada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.05.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA, Luiz Carlos Santiago; PEGORARO, Luiz Fernando. Avaliação microscópica da polpa dentária humana após preparo para coroa total e cimentação com diferentes agentes cimentantes. 1998.Universidade de São Paulo, Bauru, 1998.
    • APA

      Costa, L. C. S., & Pegoraro, L. F. (1998). Avaliação microscópica da polpa dentária humana após preparo para coroa total e cimentação com diferentes agentes cimentantes. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Costa LCS, Pegoraro LF. Avaliação microscópica da polpa dentária humana após preparo para coroa total e cimentação com diferentes agentes cimentantes. 1998 ;
    • Vancouver

      Costa LCS, Pegoraro LF. Avaliação microscópica da polpa dentária humana após preparo para coroa total e cimentação com diferentes agentes cimentantes. 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020