Exportar registro bibliográfico

Inibição mitótica por droga antitubulina em células de mamífero: correlação entre alterações nucleares e apoptose (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, VALÉRIA FERREIRA DA - ICB
  • Unidades: ICB
  • Sigla do Departamento: BMH
  • Subjects: HISTOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Muitos agentes citostáticos tem sido utilizados em pesquisa e na prática clínica, embora, não se conheça com exatidão a correlação entre seus efeitos, a progressão do ciclo e a indução de apoptose. O objetivo deste trabalho foi analisar se a ação da colchicina (em baixa concentração) sobre a transição metáfase-anáfase, provocando atraso na progressão do ciclo celular, seria suficiente para induzir apoptose, em células de mamífero. Células da linhagem MDCK (rim de cão) foram tratadas em cultura, por tempos progressivos, com colchicina (0,01 'mü'g/ml), analisando seu efeito antiproliferativo por contagem do número de células e a indução de alterações nucleares em preparações citológicas coradas pela reação de Feulgen e pelo corante "Hoescht". Houve inibição significativa da proliferação celular, embora não tenha sido observada correlação numérica, entre esta e a freqüência de células inibidas em metáfase (c-mitoses). A observação de alterações nucleares (células binucleadas, multinucleadas e com micronúcleo) indicou que pelo menos, parte da população celular foi capaz de progredir no ciclo, revertendo a ação antiproliferativa da droga. Células com características morfológicas de apoptose foram encontradas principalmente em suspensão, mas o padrão de degradação do DNA, em fragmentos internucleossomais (180-200pb) não pôde ser observado nitidamente. Portanto, a ação da colchicina sobre o ciclo celular seria também responsável pela indução de apoptose, apoiando ahipótese de que a droga afetaria a progressão do ciclo celular não somente por sua ação bioquímica sobre os microtúbulos do fuso mitótico, mas também pela desintegração dos eventos normalmente regulados. Isto indicaria a existência de um "ckeckpoint" que monitora o fuso mitótico também em linhagens de mamíferos não-primatas, embora sua ação seja menos severa que aquele descrito para primatas (células de macaco e humanas)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.06.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Valéria Ferreira da; MACHADO-SANTELLI, Gláucia Maria. Inibição mitótica por droga antitubulina em células de mamífero: correlação entre alterações nucleares e apoptose. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Silva, V. F. da, & Machado-Santelli, G. M. (1998). Inibição mitótica por droga antitubulina em células de mamífero: correlação entre alterações nucleares e apoptose. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Silva VF da, Machado-Santelli GM. Inibição mitótica por droga antitubulina em células de mamífero: correlação entre alterações nucleares e apoptose. 1998 ;
    • Vancouver

      Silva VF da, Machado-Santelli GM. Inibição mitótica por droga antitubulina em células de mamífero: correlação entre alterações nucleares e apoptose. 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020