Exportar registro bibliográfico

Estabilidade fotoxidativa dos óleos de soja, milho e canola (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, FABIANA MARIA DE SIQUEIRA MARIANO DA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCT
  • Subjects: PLANTAS OLEAGINOSAS; CEREAIS; ALIMENTOS DE ORIGEM VEGETAL
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de verificar as condições para o desenvolvimento e aplicação do teste acelerado de fotoxidação para óleos vegetais e compará-lo com o que ocorre no armazenamento ambiente, óleos refinados de canola, milho e soja adicionados dosantroxidantes BHT +BHA (200ppm), BHT + BHA (200ppm) + ácido cítrico (100ppm), ácido cítrico (100ppm) além do controle foram em bíqueres de 50 ml colocados em câmara de luz de dimensões 80x35x60, provida de 6 lâmpadas fluorescentes de 20W eintensidade luminosa de 8.370 lux à temperatura de 30'GRAU'C. Paralelamente foi conduzido um ensaio à temperatura ambiente com os óleos embalados em frascos de PET transparentes com os mesmos tratamentos avaliados no teste acelerado. As análisesde índice de peróxido, índice de acidez, indice de iodo, coeficiente de extinção a 232 e 270 mm foram realizadas para acompanhamento. Os tratamentos não apresentaram comportamento diferenciado em nenhum dos dois ensaios em relação ao controle. Omelhor parâmetro analitico para acompanhamento da qualidade do óleo foio índice de peróxido. Observou-se uma correlação ótima (r+ 0,93)entre o teste acelerado e o ambiente. Outro ensaio foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o comportamentode 1ppm de B. caroteno, 500 ppmde x- tocoferol e 200 ppm de TBHQ na fotoxidação dos óleos refinados de canola, milho e soja. Esse experimento foi realizado em câmara de luz, descuta anteriormente e para acompanhamento foram realizadas asanálises de índice deacidez, índice de peróxido e coeficientes de extinção a 232 e 270 nm. Dos tratamentos realizados, a adição de 200 ppm de TBHQ mostrou ser o melhor nos três óleos. A adição de 1 ppm de b- caroteno e 500 ppm não tiveramefeito protetor em prevenir a fotoxidação dos óleos. Os antroxidantes BHT, BHA e ácido cítrico, também não foram eficientes em retardar a fotoxidadação dos óleos vegetais tanto no armazenamento sob condições ambientes como no teste acelerado. ) O uso do teste acelerado de fotoxidação nas condições propostas nesse trabalho mostrou-se viável, pois nu curto intervalo de tempo foram obtidos resultados de estabilidade fotoxidativa de óleos vegetais de diferentes composição quese correlacionaram positivamente com o que ocorre no armazenamento ambiente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.04.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SIQUEIRA, Fabiana Maria de; REGITANO-D'ARCE, Marisa Aparecida Bismara. Estabilidade fotoxidativa dos óleos de soja, milho e canola. 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-20191218-140456/ >.
    • APA

      Siqueira, F. M. de, & Regitano-D'Arce, M. A. B. (1998). Estabilidade fotoxidativa dos óleos de soja, milho e canola. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-20191218-140456/
    • NLM

      Siqueira FM de, Regitano-D'Arce MAB. Estabilidade fotoxidativa dos óleos de soja, milho e canola [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-20191218-140456/
    • Vancouver

      Siqueira FM de, Regitano-D'Arce MAB. Estabilidade fotoxidativa dos óleos de soja, milho e canola [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-20191218-140456/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021