Exportar registro bibliográfico

Autonomia pedagógica no pensamento educacional brasileiro (1982 a1996) (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: YAMASAKI, ALICE AKEMI - FE
  • Unidade: FE
  • Sigla do Departamento: EDA
  • Assunto: ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho tem como tema a autonomia pedagógica e seu objetivo é identificar as significações a ela atribuídas no pensamento educacional brasileiro produzido no período de 1982 à 1996, indicando-se aspectos comuns e divergentes na abordagem dessa questão. Os autores examinados foram Glaura Vasques de Miranda (1989), Guiomar Namo de Mello & Rose Neubauer da Silva (1991,1993), Jair Militão da Silva (1996), José Mário Pires Azanha (1987 e 1993), Luísa Alonso da Silva (1985), Maria Alice Setúbal et alii (1995), Moacir Gadotti (1990, 1992, 1993, 1995) e Paulo Freire (1996). Ao realizar o balanço dessas produções, percebeu-se que foram apontadas considerações quanto à concepção de autonomia, à relação entre autonomia e gestão democrática, ao caráter histórico da autonomia na educação brasileira, à elaboração do projeto político-pedagógico da escola como exercício da autonomia e à organização formal da escola autônoma. Ao final deste trabalho, conclui-se que os aspectos mais presentes na idéia de autonomia são: (1) a discussão está presente no pensamento educacional como tema do campo da organização escolar, do sistema e da unidade escolar; (2) há pouca especificação, nas obras estudadas, sobre a dimensão propriamente pedagógica da autonomia escolar; (3) a concepção de autonomia subjacente às produções analisadas privilegia o seu caráter educativo, ao destacar a historicidade da sua ação na escola e a necessária elaboração do projeto políticopedagógico pelo conjunto de representantes da comunidade escolar, como elemento norteador do fazer escolar; (4) esta última consideração, consensual entre os autores analisados, indica que a concepção fragmentada entre as dimensões pedagógica, administrativa e financeira, presente na legislação educacional, pode limitar a possibilidade de atuação histórica e orgânica da escola em favor das classes populares; (5) entre as referências existentes, aponta-se a necessidade de sempre se levar em conta o sujeito instituinte, que cria e mantém a prática educativa progressista da autonomia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.06.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      YAMASAKI, Alice Akemi; SILVA, Jair Militão da. Autonomia pedagógica no pensamento educacional brasileiro (1982 a1996). 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Yamasaki, A. A., & Silva, J. M. da. (1998). Autonomia pedagógica no pensamento educacional brasileiro (1982 a1996). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Yamasaki AA, Silva JM da. Autonomia pedagógica no pensamento educacional brasileiro (1982 a1996). 1998 ;
    • Vancouver

      Yamasaki AA, Silva JM da. Autonomia pedagógica no pensamento educacional brasileiro (1982 a1996). 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021