Exportar registro bibliográfico

Implantação embrionária em alpacas huacaya (Lama pacos) (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: MAROCHO, LUIS VICENTE OLIVERA - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMH
  • Subjects: TROFOBLASTOS; IMPLANTAÇÃO EM ANIMAL; EMBRIÃO DE ANIMAL; ENDOMÉTRIO
  • Language: Português
  • Abstract: às projeções apicais das células trofoblásticas, caracterizando, possivelmente um estágio de aposição do processo de implantação embrionária. Algumas células epiteliais formam grupos salientes a que denominamos nós epiteliais, e quepodem estar relacionados à adesão materno-embrionária. Estas células apresentam núcleo eucromático, nucléolo proeminente e citoplasma rico em organelas: abundante retículo endoplasmático e cisternas de aparelho de Golgi. Estas características indicam células em intensa atividade de síntese. Grânulos pequenos rodeados por membrana são particularmente abundantes no citoplasma apical. No vigésimo sexto e trigésimo ddp, muitas das células epiteliais aumentam suas dimensões e assumemum aspecto fungiforme. Células em processo de degeneração e descamação também foram observadas. As células trofoblásticas apresentam características de células muito ativas e contêm grande quantidade de vesículas PAS+ e eletrodensas por todo ocitoplasma. Atividade endocítica está presente nas células trofoblásticas e muitas imagens são sugestivas de que ocorre passagem de material materno para o organismo embrionário. A interface de contato epitélio-troboblasto apresenta-se maiselaborada com interdigitações mais abudantes e de modo contínuo. Frequentemente, no estreito espaço intercelular existente entre estes tipos celulares ocorre a presença de um material PAS+, eletrodenso. Esta interface ocorre ao longo do contatoentre asmembranas fetais e o endometrio e, da forma como se apresenta parece caracterizar uma típica fase de adesão. Aos 45 dpc, células binucleadas são comuns tanto no epitélio uterino quanto na camada de trofoblasto. As presentes no trofoblasto são maiores e frequentemente exibem sinais de fagocitose de células epiteliais em degeneração. Não há invasividade do epitélio uterino por parte do trofoblasto. Na medida em que a gestação progride, as glândulas uterinas tornam-semenos numerosas, a espessura do endométrio se reduz e, os capilares subepiteliais são mais frequentes e próximos da lâmina basal do epitélioApesar da relevante importância sócio-econômica para a população altiplana andina, muitos dos aspectos reprodutivos dos camelídeos sul-americanos são pouco conhecidos. Fazem parte destes eventos pouco estudados os processos de implantaçãoembrionária e de placentação. No momento, estes processos são interpretados aravés de análises comparativas com outras espécies; como por exemplo com equinos e suínos, com as quais estas espécies guardam pouca relação filogenética. Nestetrabalho, nos propusemos a estudar as etapas iniciais da gestação na alpaca Lama pacos, com particular atenção ao processo de implantação embrionária. Para isto, foram utilizadas alpacas mantidas no Centro Experimental "La Raya" (Puno-Peru). Oacasalamento foi visualmente monitorado e a prenhez detectada pelo comportamento de rejeição ao macho e por ultrassonografia transretal. Vinte e dois, 26, 30 e 45 dia após o coito (dpc), as fêmeas foram sacrificadas e seus úteros rapidamenterecortados e processados para observação ao microscópio de luz e eletrônico. Fêmeas não prenhez, em fase luteínica e folicular também foram processadas. Nossos resultados mostram que no vigésimo segundo dpc, o processo da implantação já se iniciou; o trofoblasto está em contato íntimo com o epitélio uterino. As células epiteliais uterinas estão representadas por células colunares exibindo curtos e irregulares microvilos que se amoldam perfeitamente, mas de maneira frouxa edescontínua
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.03.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA MAROCHO, Luís Vicente; BEVILACQUA, Estela Maris Andrade Forell. Implantação embrionária em alpacas huacaya (Lama pacos). 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Oliveira Marocho, L. V., & Bevilacqua, E. M. A. F. (1998). Implantação embrionária em alpacas huacaya (Lama pacos). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oliveira Marocho LV, Bevilacqua EMAF. Implantação embrionária em alpacas huacaya (Lama pacos). 1998 ;
    • Vancouver

      Oliveira Marocho LV, Bevilacqua EMAF. Implantação embrionária em alpacas huacaya (Lama pacos). 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021