Exportar registro bibliográfico

Avaliação da resistência de reparos em resina composta submetidos a testes de resistência à tração e ao cisalhamento (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOUZA, EVELISE MACHADO DE - FOB
  • Unidades: FOB
  • Sigla do Departamento: BAD
  • Subjects: DENTÍSTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a resistência à tração e ao cisalhamento de reparos em resina composta realizados após 30 dias de armazenamento em água, empregando diferentes preparos de superfície e sistemas adesivos. Os espécimes para o teste de tração foram obtidos a partir de um dispositivo metálico, que permitia a formação de um haltere sem reparo (grupo controle) ou hemi-haltere, para posterior reparo (grupos experimentais). Os espécimes para teste de cisalhamento foram obtidos a partir de um disco de resina, que foi reparado posteriormente com o auxílio de uma matriz dividida de teflon. Tanto os hemi-halteres quanto os discos de resina composta foram armazenados em água durante 30 dias antes de serem reparados. Decorrido este período, as superfícies foram preparadas com ácido fosfórico a 35%, ácido hidrofluorídrico a 10% ou jateamento com partículas de óxido de alumínio de 50'mü'm. Em seguida, as superfícies foram submetidas à aplicação de agente adesivo, um ativador de superfície a base de metacrilato ou um silano. O reparo foi, então, realizado com a adição da mesma resina composta. Quinze minutos após a polimerização, os espécimes foram testados quanto à resistência à tração e ao cisalhamento em máquina de ensaios universal. Os resultados indicaram, de uma maneira geral, em ambos os testes, valores de resistência maiores quanto os espécimes foram tratados com jateamento com óxido de alumínio, independente do sistema adesivoempregado. Os espécimes tratados com ácido hidrofluorídrico associado à silanização ou somente adesivo produziram valores de resistência semelhantes aos jateados. A única exceção foi atribuída à associação ácido fosfórico e silanização, que resultou em resistência significantemente maior nos testes de cisalhamento, mas, resistência semelhante aos melhores grupos nos testes de tração. Baseados nos resultados encontrados neste trabalho, podemos concluir que ) o fator mais significante na contribuição à resistência adesiva de reparos em resinas compostas é o embricamento mecânico, e não as possíveis ligações químicas entre os materiais
  • Imprenta:
    • Place of publication: Bauru
    • Date published: 1998
  • Data da defesa: 24.03.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Evelise Machado de; SILVA E SOUZA JÚNIOR, Mário Honorato da. Avaliação da resistência de reparos em resina composta submetidos a testes de resistência à tração e ao cisalhamento. 1998.Universidade de São Paulo, Bauru, 1998.
    • APA

      Souza, E. M. de, & Silva e Souza Júnior, M. H. da. (1998). Avaliação da resistência de reparos em resina composta submetidos a testes de resistência à tração e ao cisalhamento. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Souza EM de, Silva e Souza Júnior MH da. Avaliação da resistência de reparos em resina composta submetidos a testes de resistência à tração e ao cisalhamento. 1998 ;
    • Vancouver

      Souza EM de, Silva e Souza Júnior MH da. Avaliação da resistência de reparos em resina composta submetidos a testes de resistência à tração e ao cisalhamento. 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020