Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo da resistência à fratura de dentes restaurados com inlays de Ni Cr cimentadas com cimento de fosfato de zinco e com cimento resinoso (1997)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MEZZOMO, ELIO - FO
  • School: FO
  • Sigla do Departamento: ODP
  • Subjects: RESTAURAÇÃO DENTÁRIA PERMANENTE; MATERIAIS DENTÁRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do presente estudo foi de comparar a resistência à fratura de dentes restaurados com inlays de NiCr cimentadas com cimento de fosfato de zinco e com cimento resinoso. Trinta e dois primeiros pré-molares superiores íntegros, extraídos por razões ortodônticas, foram divididos aleatoriamente em quatro grupos de oito dentes. O grupo 1 permaneceu sem preparo, os grupos 2, 3 e 4 receberam preparos cavitários MOD, sendo que o grupo 2 permaneceu sem restaurações, o grupo 3 recebeu inlays metálicas cimentadas com cimento de fosfato de zinco e grupo 4 recebeu restaurações idênticas às do grupo 3, porém cimentadas com cimento resinoso associado a um sistema adesivo com condicionamento ácido total. As cavidades tiveram as seguintes dimensões: largura do istmo oclusal de 2/3 da distância entre as cúspides e profundidade de 3,0 mm; caixas proximais limitadas cervicalmente a 1,0 mm aquém da junção cemento/esmalte e profundidade próximo-proximal de 2,0 mm. Os dentes foram incluídos pelas suas raízes em tubos de PVC com resina acrílica quimicamente ativada, 2,0 mm aquém da junção cemento/esmalte. As amostras foram submetidas à ação de uma carga de compressão axial, através de um cilindro de 1,0 cm de diâmetro adaptado a uma máquina de ensaio universal, numa velocidade de 1,0 mm/min, até que ocorresse a fratura. Os resultados mostraram uma resistência à fratura dos dentes restaurados com inlays e cimento resinoso (grupo 4), estatisticamente superior à dos dentesrestaurados com inlays e cimento de fosfato de zinco (grupo 3) e estatisticamente semelhante à resistência dos dentes íntegros (grupo 1). Não houve diferença estatística entre os resultados obtidos com os dentes com cavidades sem restaurações (grupo 2) e dos dentes restaurados com inlays e cimento de fosfato de zinco (grupo 3). Dois padrões de fratura foram observados, fratura parcial e fratura com separação de cúspide
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.01.1997

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MEZZOMO, Elio; SAITO, Tetsuo. Estudo comparativo da resistência à fratura de dentes restaurados com inlays de Ni Cr cimentadas com cimento de fosfato de zinco e com cimento resinoso. 1997.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.
    • APA

      Mezzomo, E., & Saito, T. (1997). Estudo comparativo da resistência à fratura de dentes restaurados com inlays de Ni Cr cimentadas com cimento de fosfato de zinco e com cimento resinoso. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Mezzomo E, Saito T. Estudo comparativo da resistência à fratura de dentes restaurados com inlays de Ni Cr cimentadas com cimento de fosfato de zinco e com cimento resinoso. 1997 ;
    • Vancouver

      Mezzomo E, Saito T. Estudo comparativo da resistência à fratura de dentes restaurados com inlays de Ni Cr cimentadas com cimento de fosfato de zinco e com cimento resinoso. 1997 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022