Exportar registro bibliográfico

Cultura popular e desenvolvimentismo em Minas Gerais: caminhos cruzados de um mesmo tempo (1950-1985) (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: MACHADO, MARIA CLARA TOMAZ - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Subjects: CULTURA POPULAR; DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO; HISTÓRIA DO BRASIL
  • Language: Português
  • Abstract: A nossa pesquisa tem como tema a cultura popular produzida e reelaborada na região do Alto Paranaíba-MG, entre as décadas de 50 e 80, objetivando perceber as mudanças ocorridas nas práticas e representações culturais e religiosas dessa região, em decorrência dos seu desenvolvimento econômico e social. Como modelo empírico desta análise, escolhemos a micro-região onde a cidade de Coromandel se evidencia pela riqueza de suas práticas culturais, ainda "intocadas"pelo trabalho científico. O cotidiano singular desse lugar, marcado pelas festas populares religiosas, pelo trabalho e lazer entremendos de vivências coletivas e solidárias, tem sido modificado pelas transformações sócio-econômicas, ocorridas na sociedade brasileira, desde meados da década de 50. Assim, a partir de marcos visíveis, como a construção de Brasília, a industrialização dos bens de produçào e consumo, a presença das multinacionais, a abertura de estradas, a implantação de redes de telecomunicações e, particulamente, dos planos econômicos voltados para a produção de uma agropecuária exportadora, objetivando a transformação dos cerrados em terras produtivas e lucrativas, foi possível pensar a conexão entre desenvolvimentismo e cultura popular. O desenvolvimento e o progresso afetaram diretamente essa região desde a década de 70, através dos projetos econômicos dos governos militares. Os programas postos em prática na região, como a maneira de vivenciar e experimentar as suas práticasculturais. Nesta medida, alinhavando o contexto sócio-econômico da sociedade brasileira com os acontecimentos e transformações ocorridas no interior de MInas Gerais, resgatamos o significado das mudanças, as persistências e ou possíveis reelaborações da cultura popular nesta região. POr esta ótica , estão em evidência, neste trabalho, a urdidura do cotidiano rural, no qual ressaltamos as trasnformações ocorridas nas vivências coletivas fecundads em uma ) economia de subsistência de tipo familiar, na qual estão presente práticas solidárias como mutirões e as "traições". Neste cenário, destacamos os hábitos alimentares, de higiene, saúde e lazer , entremeados por uma educação cujo aprendizado se efetiva nas experiências concretas de vida. Da religiosidade popular, salientamos a Folia de Reis, o curandeirismo e as "benzeções"como práticas populares que, na sua persistência e recriação vêm comprovar a riqueza da cultura popular brasileira
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.04.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACHADO, Maria Clara Tomaz; GLEZER, Raquel. Cultura popular e desenvolvimentismo em Minas Gerais: caminhos cruzados de um mesmo tempo (1950-1985). 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Machado, M. C. T., & Glezer, R. (1998). Cultura popular e desenvolvimentismo em Minas Gerais: caminhos cruzados de um mesmo tempo (1950-1985). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Machado MCT, Glezer R. Cultura popular e desenvolvimentismo em Minas Gerais: caminhos cruzados de um mesmo tempo (1950-1985). 1998 ;
    • Vancouver

      Machado MCT, Glezer R. Cultura popular e desenvolvimentismo em Minas Gerais: caminhos cruzados de um mesmo tempo (1950-1985). 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021