Exportar registro bibliográfico

Manejo da água de irrigação salina em estufa cultivada com pimentão (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MEDEIROS, JOSÉ FRANCISMAR DE - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LER
  • Subjects: HORTICULTURA; IRRIGAÇÃO; QUÍMICA DO SOLO
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho teve como objetivo, estudar os efeitos de diferentes níveis de salinidade da água e da lâmina de irrigação que excede à evapotranspiração da cultura na salinização do solo e no desenvolvimento vegetativo e rendimento do pimentão híbrido 'Luís' cultivado em estufa, e avaliar procedimentos para controlar a salinidade do solo. Para isso foram conduzidos dois experimentos numa estufa de 200 metros quadrados. No primeiro foi estudado o efeito da concentração de sais na água ('S IND.1' = 1,29, 'S IND.2' = 254 e 'S IND 3' = 4,45 dS/M) e da lâmina de irrigação em relação a evapotranspiração atual da cultura (1,0; 1,15 e 1,3 ETo). O segundo ensaio foi conduzido em 24 parcelas que foram irrigadas com as duas águas mais salinas no primeiro experimento, e os tratamentos testados foram a combinação de dois métodos de aplicação de água (gotejamento e inundação) com três lâminas relativas de lavagem(2/3 LL, LL e 4/3 LL), em que LL foi calculada segundo Hoffman (1980) de modo a reduzir a salinidade do solo na câmara 0-60cm para 15 dS/m. Os resultados obtidos permitiram concluir que para cada incremento unitário de salinidade da água houve uma redução de 6% do peso de biomassa e na ETo e cerca de 8% no rendimento de frutos, tomando como base os valores obtidos para a água menos salina. Por outro lado, estes mesmos parâmetros não foram afetados significativamente pelas lâminas de irrigação. Os excessos de água de irrigaçào de 15 e 30% da ETo, que produziram a fração delixiviação de 0,13 e 0,23, não conseguiram reduzir a salinidade do solo em relação à menor lâmina aplicada. Com respeito a tolerância do pimentão à salinidade do solo, os parâmetros obtidos concordam com os propostos na literatura ; SL = 15 dS/m e b = 14%(dS/m). Observou-se ainda, que a equação proposta por Hoffman (1980) para estimar a LL para recuperar o solo salinizado de uma estufa, apresentou resultados satisfatórios
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.03.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MEDEIROS, José Francismar de; CRUCIANI, Décio Eugênio; FOLEGATTI, Marcos Vinícius. Manejo da água de irrigação salina em estufa cultivada com pimentão. 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998.
    • APA

      Medeiros, J. F. de, Cruciani, D. E., & Folegatti, M. V. (1998). Manejo da água de irrigação salina em estufa cultivada com pimentão. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Medeiros JF de, Cruciani DE, Folegatti MV. Manejo da água de irrigação salina em estufa cultivada com pimentão. 1998 ;
    • Vancouver

      Medeiros JF de, Cruciani DE, Folegatti MV. Manejo da água de irrigação salina em estufa cultivada com pimentão. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020