Exportar registro bibliográfico

Validação in vivo do diagnóstico de cárie oclusal e proximal em dentes posteriores por meio de exame clínico visual, transiluminação por fibra ótica (FOTI) e radiografias interproximais (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: CÔRTES, DENISE FONSECA - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAD
  • Subjects: DENTÍSTICA; CÁRIE DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: O desempenho do exame clínico visual, transiluminação por fibra ótica (FOTI) e exame radiográfico interproximal para o diagnóstico de cárie oclusal dentinária e de cavidades e lesões pré-cavitadas proximais foi avaliado in vivo. As superfícies oclusais e proximais em pré-molares e molares permanentes de 36 pacientes (idade entre 11 e 21 anos) foram examinadas independentemente por dois examinadores calibrados por método. As superfícies julgadas cariadas por pelo menos 1 dos examinadores dentre os métodos de diagnóstico foram agendadas para validação. A validação da presença de cárie foi obtida pelo diagnóstico de consenso entre dois examinadores após a invasão oclusal por meio da inspeção visual-tátil e de corante fucsina básica em propilenoglicol a 0,5% e após separação dentária pelo exame visual direto e moldagem em silicona de adição das proximais afastadas com separador de Elliot. Para as superfícies oclusais de molares foi encontrado na validação visual-tátil: sensibilidade e especificidade de 0,36 e 1,00 para exame clínico visual, 0,44 e 0,99 para o exame com o FOTI e 0,42 e 0,87 para o exame radiográfico; áreas sob as curvas ROC de 0,77, 0,86 e 0,63, respectivamente; área ROC do FOTI estatisticamente superior à da radiografia interproximal (p<0,05); os valores de predição positivos do exame clínico e FOTI foram superiores ao do exame radiográfico. Na detecção de cavidades em superfícies proximais de pré-molares e molares foi verificado paravalidação visual e por moldes, respectivamente: sensibilidade de 0,23 e 0,16 para exame clínico visual, 0,40 e 0,25 para o exame com o FOTI e 0,48 e 0,35 para o exame radiográfico; especificidade de 0,99 e 0,99 para exame clínico visual, 0,96 e 0,94 para o exame com o FOTI e 0,93 e 0,90 para o exame radiográfico; os valores de predição positivos do exame clínico foram superiores aos dos outros métodos. Os valores de predição negativos quase poderiam ser esperados ) por mero acaso em ambas as superfícies. Os valores de sensibilidade indicam que os métodos não detectaram um número considerável de superfícies com cáries dentinárias oclusais e cavidades proximais. Para as superfícies oclusais, o exame clínico visual e FOTI apresentaram um desempenho moderado e similar para o diagnóstico de cárie dentinária; o exame radiográfico interproximal detectou quase tantas lesões de cárie dentinárias oclusais quanto o FOTI, porém a expensas de uma proporção considerável de resultados falso positivos, o que na prática induziria a sobretratamento restaurador; o exame clínico visual e FOTI apresentaram-se superiores no diagnóstico de oclusais saudáveis. Para as superfícies proximais, quanto maior a profundidade da lesão para qualquer método, maior a probabilidade da presença de cavidade; uma porção considerável das superfícies diagnosticadas como saudável ou com cárie em esmalte para os três métodos e como cárie superficial em dentina nos exames radiográficos e FOTI representavamlesões de manchas brancas ou pigmentadas não cavitadas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.03.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CÔRTES, Denise Fonseca; NAVARRO, Maria Fidela de Lima. Validação in vivo do diagnóstico de cárie oclusal e proximal em dentes posteriores por meio de exame clínico visual, transiluminação por fibra ótica (FOTI) e radiografias interproximais. 1998.Universidade de São Paulo, Bauru, 1998. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25131/tde-14032005-155133/ >.
    • APA

      Côrtes, D. F., & Navarro, M. F. de L. (1998). Validação in vivo do diagnóstico de cárie oclusal e proximal em dentes posteriores por meio de exame clínico visual, transiluminação por fibra ótica (FOTI) e radiografias interproximais. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25131/tde-14032005-155133/
    • NLM

      Côrtes DF, Navarro MF de L. Validação in vivo do diagnóstico de cárie oclusal e proximal em dentes posteriores por meio de exame clínico visual, transiluminação por fibra ótica (FOTI) e radiografias interproximais [Internet]. 1998 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25131/tde-14032005-155133/
    • Vancouver

      Côrtes DF, Navarro MF de L. Validação in vivo do diagnóstico de cárie oclusal e proximal em dentes posteriores por meio de exame clínico visual, transiluminação por fibra ótica (FOTI) e radiografias interproximais [Internet]. 1998 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25131/tde-14032005-155133/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021