Exportar registro bibliográfico

Aspectos reprodutivos e ecológicos de Porphyra spp (Rhodophyta, Bangiales) no litoral sudeste brasileiro: estudos em cultivo e na natureza (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: MIZUNO, EDUARDO REN - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Assunto: BOTÂNICA
  • Language: Português
  • Abstract: O gênero Porphyra C. Agardh inclui algumas espécies de grande importância econômica, tanto na indústria alimentícia, como também na área biomédica. As potencialidades das espécies que ocorrem no litoral brasileiro para maricultura são pouco conhecidas, exigindo esforços de várias áreas do conhecimento. Nesse trabalho, foram desenvolvidos estudos em cultivo no laboratório e na natureza, enfocando alguns aspectos reprodutivos e ecológicos, com o objetivo de contribuir para o conhecimento desse potencial. Os estudos em laboratório foram desenvolvidos através de culturas unialgais da fase conchocelis de P. acanthophora var. acanthophora, P. acanthophora var. brasiliensis, P. drewiae, P. spiralis var. amplifolia e P. spiralis var. spiralis, isoladas a partir da fase foliácea coletada no litoral sudeste do Brasil. Foram testados diversos fotoperíodos e intensidades luminosas visando induzir a formação de ramos conchosporangiais. A formação dos ramos conchosporangiais geralmente ocorreu em fotoperíodos inferiores a 12 horas de luz, mas variou de acordo com a espécie e localidade de origem. Os ramos conchosporangiais de P. drewiae, apresentaram crescimento vegetativo, permitindo o seu cultivo intensivo, em grande quantidade, e livre dos filamentos de conchocelis. Sugere-se a possibilidade de aplicação desses resultados em cultivos comerciais. Esses ramos foram submetidos a diferentes fotoperíodos, temperaturas e hormônios vegetais, visando a liberação de conchósporos.Nenhuma condição empregada resultou em liberação expressiva de conchósporos. A liberação somente ocorreu em ramos mantidos em baixa densidade. O ciclo de vida da espécie foi completado em laboratório. Os estudos na natureza compreenderam o levantamento sazonal das fases conchocelis e foliácea em oito estações localizadas no costão rochoso da Ponta da Fortaleza. A fase conchocelis crescendo no exoesqueleto calcário dos mexilhões Perna perna e Brachidontes exustus foi analisada quanto à densidade, e a fase foliácea crescendo diretamente sobre a rocha foi estudada quanto a densidade e biomassa. A fase conchocelis mostrou-se perene, com ampla distribuição espacial. Sua densidade mostrou relação direta com o grau de hidrodinamismo e inversa com a temperatura da água do mar. A fase foliácea mostrou-se efêmera, ocorrendo nos meses de inverno e primavera, o que concorda com os resultados obtidos em laboratório quanto aos fotoperíodos indutores da formação de ramos conchosporangiais. Sua densidade e biomassa, entretanto, apresentaram grande variação. A ocorrência da fase foliácea foi restrita às estações de maior grau de hidrodinamismo, coincidindo com a maior densidade da fase conchocelis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.04.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MIZUNO, Eduardo Ren; PAULA, Edison José de. Aspectos reprodutivos e ecológicos de Porphyra spp (Rhodophyta, Bangiales) no litoral sudeste brasileiro: estudos em cultivo e na natureza. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Mizuno, E. R., & Paula, E. J. de. (1998). Aspectos reprodutivos e ecológicos de Porphyra spp (Rhodophyta, Bangiales) no litoral sudeste brasileiro: estudos em cultivo e na natureza. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Mizuno ER, Paula EJ de. Aspectos reprodutivos e ecológicos de Porphyra spp (Rhodophyta, Bangiales) no litoral sudeste brasileiro: estudos em cultivo e na natureza. 1998 ;
    • Vancouver

      Mizuno ER, Paula EJ de. Aspectos reprodutivos e ecológicos de Porphyra spp (Rhodophyta, Bangiales) no litoral sudeste brasileiro: estudos em cultivo e na natureza. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021