Exportar registro bibliográfico

Geoprocessamento aplicado a avaliação da dinâmica ambiental de projeto de mineração na Amazônia: estudo do caso da Mina Pitinga (1997)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DUPAS, FRANCISCO ANTONIO - EESC
  • Unidades: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: CONTROLE AMBIENTAL EM MINERAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho tem como objetivo geral aplicar os recursos oferecidos por imagens orbitais de satélite na avaliação multitemporal (TM LANDSAT - 1985 e 1989 nas bandas 3, 4 e 5; e do HRV SPOT - 1995 nas bandas 1,2 e 3) de causas impactantes físicas do meio ambiente e ações mitigadoras, bem como buscar informações e meios que possibilitem, no futuro, auxiliar no planejamento e viabilização ambiental de projetos de mineração a céu aberto para a região amazônica utilizando sensoriamento remoto e sistema de informação geográfica. Como objetivos específicos, tem-se: (I) o estudo de caso que está relacionado com a caracterização do meio físico, avaliando-se a área no contexto regional, classificando as áreas afetadas pela atividade mineradora de cassiterita e mapeando a cobertura e o uso do solo. A Mina Pitinga está localizada a aproximadamente 250 Km ao norte de Manaus no município de Presidente Figueiredo (AM) tendo iniciado suas atividades em julho de 1932; (II) relacionado ao tema da pesquisa, fazer avaliação multitemporal da evolução dos impactos de 1982 até 1995 a partir da metodologia utilizada na obtenção dos resultados. Propor alternativa de recuperação das áreas já degradadas na Mina Pitinga e analisar os aspectos do pós-lavra sobre o futuro das minas da Amazônia após a exaustão de suas jazidas e, por último, apresenta alternativa de planejamento e controle de mineração para a Amazônia. Dos resultados gerados e analisados, conclui-se que:(I) as áreasimpactadas pelos diversos temas em 1985 chegaram a 4.178,6ha; em 1989 chegaram a 12.664,9ha; em 1985, chegaram a 18.953,3ha. A qualidade dos resultados obtidos superaram as expectativas, entre as quais destaca-se o potencial de uso tanto das imagens orbitais quanto do Sistema de Informaçào Geográfica do Idrisi for Windows; (II) as imagens de sensoriamento remoto oferecem boa relação custo-benefício mostrado em comparativo de custos entre outras opções de mapeamento; (III) a integração de imagens e resultados dos sensores Spot e Landsat apresentaram bons resultados que possibilitaram avaliar a dinâmica do empreendimento; (IV) o conhecimento prévio da topografia, hidrologia, geotecnia, geologia, espécies vegetais. é importante para planejar a mina e propor alternativas de recuperação; (V) é possível adotar técnicas simples de engenharia na qualificação, na quantificação e nma solução dos problemas que visam viabilizar a jazida e proteger o meio ambiente; (VI) existe uma alternativa simples de revegetação das áreas degradadas que leva em conta a sinergia entre as espécies vegetais fundamentada no banco genético local; (VII) através da previsão de exaustão da jazida da Mina Pitinga, onde as lavras de aluvião estarão ativas até meados de 1999, quando então serão desativadas, ficando apenas a lavra primária, possibilitou verificar e questionar sobre o futuro dos aproximadamente 19.000ha degradados ambientalmente até o momento. Quem fará ogerenciamento do pós-lavra após a exaustão das jazidas onde estão contidas as obras da infra-estrutura, como barragens de terra e de rejeitos e a própria UHE Pitinga? Quem assumirá os custos de manutenção dessas obras?; (VIII) os benefícios econômico-sociais trazidos pela mineração são inquestionáveis; (IX) as alternativas para a exploração dos recursos naturais na Amazônia devem passar obrigatoriamente por recursos e métodos de planejamento e, o controle da dinâmica física do empreendimento poderá ser efetivamente realizado com o apoio de sensoriamento remoto; (X) a situação do abandono e de não cumprimento da legislação vigente em que se encontram várias áreas mineradas e garimpadas degradadas na Amazônia pode ser atribuída à interferência e à parcialidade das decisões políticas e ao despreparo, com raras exceções, dos órgãos públicos competentes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.1997

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DUPAS, Francisco Antonio; FORESTI, Celina; SOUZA, Marcelo Pereira de. Geoprocessamento aplicado a avaliação da dinâmica ambiental de projeto de mineração na Amazônia: estudo do caso da Mina Pitinga. 1997.Universidade de São Paulo, São Carlos, 1997.
    • APA

      Dupas, F. A., Foresti, C., & Souza, M. P. de. (1997). Geoprocessamento aplicado a avaliação da dinâmica ambiental de projeto de mineração na Amazônia: estudo do caso da Mina Pitinga. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Dupas FA, Foresti C, Souza MP de. Geoprocessamento aplicado a avaliação da dinâmica ambiental de projeto de mineração na Amazônia: estudo do caso da Mina Pitinga. 1997 ;
    • Vancouver

      Dupas FA, Foresti C, Souza MP de. Geoprocessamento aplicado a avaliação da dinâmica ambiental de projeto de mineração na Amazônia: estudo do caso da Mina Pitinga. 1997 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020