Exportar registro bibliográfico

Equivalência entre a semântica da lógica de transações e a semântica de sua implementação PROLOG (1997)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SANTOS, PAULO EDUARDO - EP
  • School: EP
  • Sigla do Departamento: PEE
  • Subject: ENGENHARIA ELETRÔNICA
  • Language: Português
  • Abstract: A Lógica de Transações (Tr) é um formalismo lógico que trata de forma rigorosa os fenômenos de atualizações de base de dados. Isto, somado à sua semântica baseada em caminhos, permite uma aproximação à subárea da Inteligência Artificial denominada planejamento. Contudo, antes de haver uma formalização e posterior implementação do planejador em Tr, é necessária a construção de uma linguagem de programação em lógica de transações. Devido ao fato desta lógica ser uma extensão da lógica clássica, a implementação foi feita como um algoritmo de tradução de Tr para Prolog, o qual é uma linguagem de programação baseada em lógica clássica. Entretanto, uma prova formal sobre a equivalência entre estas duas linguagens é impossível, pois o Prolog possui elementos não tratáveis por teorias de programação em lógica. Desta forma, foi definida uma função de tradução, baseada em implementações prévias, que toma programas em Tr e os transforma em programas em Prolog puro, os quais possuem uma semântica bem definida em termos das teorias clássicas de programas lógicos. A partir desta função de tradução, provou-se um teorema de equivalência entre a semântica da Tr e as interpretações dos programas traduzidos para Prolog puro, dadas pelo operador de conseqüência imediata generalizado. Em posse desta relação de equivalência, além da garantia de que todas as teorias escritas em Tr possam ser executadas em Prolog, podem-se aplicar as definições e resultados da teoria de programação emlógica clássica em programas Tr e, conseqüentemente, aos sistemas de planejamento baseados em lógica de transações. Um exemplo deste processo é apresentado ao associar a condição de consistência-de-chamada (call-consistency) para programas Tr, obtendo, com isto, uma classe de planejadores que sempre atingem um estado de equilíbrio. Este trabalho, porém, deixou dois importantes pontos abertos para pesquisas futuras: a descrição rigorosa dos predicados ) Prolog assert e retract e a definição de uma função de tradução independente de implementações anteriores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.1997

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Paulo Eduardo; SILVA, Flávio Soares Corrêa da. Equivalência entre a semântica da lógica de transações e a semântica de sua implementação PROLOG. 1997.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.
    • APA

      Santos, P. E., & Silva, F. S. C. da. (1997). Equivalência entre a semântica da lógica de transações e a semântica de sua implementação PROLOG. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Santos PE, Silva FSC da. Equivalência entre a semântica da lógica de transações e a semântica de sua implementação PROLOG. 1997 ;
    • Vancouver

      Santos PE, Silva FSC da. Equivalência entre a semântica da lógica de transações e a semântica de sua implementação PROLOG. 1997 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020