Exportar registro bibliográfico

Aplicação e avaliação de modelo não lambertiano na correção radiométrica dos efeitos topográficos em imagens Landsat/TM para região reflorestada com Eucaliptus sp (1996)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LAMPARELLI, RUBENS AUGUSTO CAMARGO - EP
  • Unidades: EP
  • Sigla do Departamento: PTR
  • Subjects: ENGENHARIA DE TRANSPORTES
  • Language: Português
  • Abstract: O Sensoriamento Remoto (SR) apesar do grande avanço nos últimos anos apresenta ainda problemas quanto ao objetivo e o mapeamento de culturas em áreas com terreno montanhoso. Isto diminui seu potencial no setor florestal pois são muitas as áreas apresentando estas características. Este trabalho tem então o objetivo de estudar a metodologia de SMITH et al (1980), onde é proposto um método de correção radiométrica do efeito topográfico que leva em consideração os aspectos da geometria alvo-sensor-fonte. O estudo foi realizado para uma área montanhosa plantada com eucalipto e consistiu em avaliar a variabilidade dos valores dos pixels da imagem inicial e final (corrigida pelo modelo), aplicando algumas variáveis estatísticas (média, desvio padrão e coeficiente de variação). Comparou-se ainda a correção pelo modelo com a correção realizada pela divisão de bandas e os resultados apresentados pela classificação não supervisionada as imagens inicial e final. O estudo foi realizado considerando-se a resposta em radiância e reflectância. Medindo-se a variabilidade dos valores dos pixels, antes e após a correção, verificou-se que houve maior homogeneização. Os resultados foram corroborados pelos testes aplicando o método de divisão de bandas e classificação não supervisionada. A divisão de bandas não proporcionou menor variabilidade dos valores na mesma intensidade que o modelo proposto por Smith ET al, 1980. O teste da classificação não supervisionada permitiu constatar que o número de classes final (imagem com correção radiométrica para o efeito topográfico) era menor que o de classes na imagem inicial, provando mais uma vez a homogeneização dos valores dos pixels com a correção pelo modelo. Os resultados foram mais consistentes quando a variável dependente utilizada foi a reflectância sendo que, para todos os testes realizados houve significativa homogeneização. Quanto a radiância, ora o modelodiminuía a variabilidade ora aumentava, não apresentando comportamento constante
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.11.1996

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LAMPARELLI, Rubens Augusto Camargo; CROSTA, Alvaro Penteado. Aplicação e avaliação de modelo não lambertiano na correção radiométrica dos efeitos topográficos em imagens Landsat/TM para região reflorestada com Eucaliptus sp. 1996.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1996.
    • APA

      Lamparelli, R. A. C., & Crosta, A. P. (1996). Aplicação e avaliação de modelo não lambertiano na correção radiométrica dos efeitos topográficos em imagens Landsat/TM para região reflorestada com Eucaliptus sp. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lamparelli RAC, Crosta AP. Aplicação e avaliação de modelo não lambertiano na correção radiométrica dos efeitos topográficos em imagens Landsat/TM para região reflorestada com Eucaliptus sp. 1996 ;
    • Vancouver

      Lamparelli RAC, Crosta AP. Aplicação e avaliação de modelo não lambertiano na correção radiométrica dos efeitos topográficos em imagens Landsat/TM para região reflorestada com Eucaliptus sp. 1996 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020