Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Avaliacao das doencas chiadoras recorrentes da infancia como fator de risco para pneumonia (1995)

  • Authors:
  • Autor USP: PEREIRA, JULIO CESAR RODRIGUES - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • DOI: 10.11606/T.6.2014.tde-24102014-140723
  • Subjects: SAÚDE PÚBLICA; SAÚDE DA CRIANÇA; DOENÇAS RESPIRATÓRIAS; INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS; PNEUMONIA; FATORES DE RISCO
  • Language: Português
  • Abstract: Comentando-se algumas evidências da literatura e da análise de dados secundários de morbidade e mortalidade, estabelece-se a hipótese de que as doenças chiadoras recorrentes da infância possam constituir-se em fator de risco para o desenvolvimento de infecções pulmonares. Um estudo caso-controle é desenvolvido para testar esta hipótese reunindo 51 casos de pneumonia pareados por sexo e idade a 51 controles sadios e 51 controles doentes não respiratórios. A amostra é colhida entre pacientes do Hospital Universitário da USP sendo condição de entrada para os casos um diagnóstico de pneumonia adquirida na comunidade e livre de tratamento anterior. Os controles são selecionados dentro da mesma clientela entre pacientes com outro diagnóstico e crianças sadias usuárias dos mesmos serviços, identificadas entre acompanhantes de pacientes. Casos e controles são submetidos a idêntica investigação quanto a presença de doença (pneumonia) e de exposição ao fator de risco investigado (doença chiadora recorrente) através de anamnese e exame físico padronizados, realizados independentemente por dois observadores distintos. Ambos os observadores são pediatras designados pelo Departamento de Pediatria do Hospital para esta tarefa e recebem orientação e supervisão para uma observação padronizada. Os dados assim recolhidos são processados em análises estatísticas uni e multivariadas para explorar diferenças entre casos e controles.A amostra estudada resulta constituída por crianças de idade média de 2 anos (com variação entre um mês e sete anos), entre as quais 47 por cento são meninos. O diagnóstico de pneumonia é validado através da aplicação de análise discriminante multivariada das informações relativas a sinais clínicos, encontrando-se uma compatibilidade entre a conclusão clínica e estes sinais da ordem de pelo menos 75 por cento . O diagnóstico de exposição a doença chiadora é validado pela presença de história compatível segundo premissas pré-estabelecidas nos métodos do estudo (diagnóstico de asma e pelo menos um episódio de dispnéia nos últimos 12 meses ou história de chiado recorrente que melhora com medicação e pelo menos dois episódios nos últimos 12 meses) em 40 dos 41 expostos identificados. O questionário de identificação da exposição tem a repitibilidade medida através de sua reaplicação pelo mesmo observador a uma amostra de 20 por cento do total de crianças examinadas. Encontra-se um nível geral de concordância entre a primeira e segunda aplicação do questionário de 76,7 por cento e um índice Kappa de 0,65. A associação entre pneumonia e doença chiadora recorrente é analisada através de regressão logística com controle para todas as variáveis que em análise univariada mostram frequência estatisticamente significante entre casos e controles.Encontra-se que o risco de pneumonia entre crianças expostas a doença chiadora é 7 vezes maior do que entre crianças não expostas, controladas a renda familiar e a situação de aglomeração no quarto de dormir, também identificadas como fatores de risco para pneumonia ("odds ratio" de 5,6 e 2,4 para rendas baixa e média comparadas com renda alta e "odds ratio" de 1,5 para cada pessoa a mais no quarto de dormir). Calcula-se que para a comunidade hospitalar estudada a doença chiadora recorrente represente um risco atribuível para pneumonia entre 33 por cento e 51 por cento , conforme a aplicação de diferentes técnicas de cálculo. Conclui-se que as doenças chiadoras recorrentes da infância constituem-se em importante fator de risco para pneumonia e que seu controle, através da inclusão de assistência sistemática a pacientes com este diagnóstico nos programas de Saúde Pública para o controle de doenças respiratórias da infância, pode ter importante impacto sobre a incidência de pneumonias.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.10.1995
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2014.tde-24102014-140723 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREIRA, Júlio César Rodrigues; ARANTES, Gilberto Ribeiro. Avaliacao das doencas chiadoras recorrentes da infancia como fator de risco para pneumonia. 1995.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1995. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2014.tde-24102014-140723 > DOI: 10.11606/T.6.2014.tde-24102014-140723.
    • APA

      Pereira, J. C. R., & Arantes, G. R. (1995). Avaliacao das doencas chiadoras recorrentes da infancia como fator de risco para pneumonia. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2014.tde-24102014-140723
    • NLM

      Pereira JCR, Arantes GR. Avaliacao das doencas chiadoras recorrentes da infancia como fator de risco para pneumonia [Internet]. 1995 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2014.tde-24102014-140723
    • Vancouver

      Pereira JCR, Arantes GR. Avaliacao das doencas chiadoras recorrentes da infancia como fator de risco para pneumonia [Internet]. 1995 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2014.tde-24102014-140723


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021