Exportar registro bibliográfico

Crescimento de mudas enxertadas de seringueira (Hevea spp.) nas condições de sombra e a pleno sol, em função da adubação nitrogenada e potássica, na presença e ausência da fosfatada e de ácido giberélico, em solo podzolizado, variação marilia (1989)

  • Authors:
  • Autor USP: PEREIRA, JOMAR DA PAES - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LBO
  • Subjects: SERINGUEIRA; PORTA-ENXERTOS; REGULADORES DE CRESCIMENTO VEGETAL; MUDAS (PRODUÇÃO); ADUBAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivando tentar solucionar o problema da grande desuniformidade de brotação e atrofia no crescimento da gema do enxerto após a decepagem do porta-enxerto de seringueira estudou-se o efeito da adubação e do ácido giberélico no período pós-enxertia em plantas crescendo em sacos de plástico mantidas sombreadas e a pleno. A serigueira por ser uma planta heliófila, não deve ser enviveirada sob cobertura de sombrite porque nesta condição todos os parâmetros de crescimento do enxerto foram afetados negativamente. Houve aumento nos teores de N, P, K, Ca e Mg, maiores teores de clorofilas a e b; maior relação clorofila a/b e clorofila total/(centímetro quadrado); e menor crescimento das plantas em relação àquelas mantidas a pleno sol. A aplicação de 'Ga IND.3' na gema do enxerto, na ausência de adubação deve ser evitada porque provoca atrofia, clorose e desuniformidade nas brotações. A aplicação de 'Ga IND.3' mostrou-se viável quando seguida da adubação com NK, refletindo-se em maior crescimento do primeiro lançamento nas plantas de sol e de sombra. As melhores respostas à aplicação de NPK indicam que: se o objetivo for a produção de mudas mais uniformes com um lançamento foliar completamente maduro, estas devem ser produzidas a pleno sol e a melhor época de adubação com NPK, é 15 dias antes da decepagem do porta-enxerto Se, ao contrário o objetivo for a produção de mudas com dois lançamentos foliares maduros, a adubação deverá ser feita com NPK em mudas a plenosol, aos 30 dias após a decepagem dos porta-enxertos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.10.1989

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREIRA, Jomar da Paes; LUCCHESI, Antonio Augusto. Crescimento de mudas enxertadas de seringueira (Hevea spp.) nas condições de sombra e a pleno sol, em função da adubação nitrogenada e potássica, na presença e ausência da fosfatada e de ácido giberélico, em solo podzolizado, variação marilia. 1989.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1989.
    • APA

      Pereira, J. da P., & Lucchesi, A. A. (1989). Crescimento de mudas enxertadas de seringueira (Hevea spp.) nas condições de sombra e a pleno sol, em função da adubação nitrogenada e potássica, na presença e ausência da fosfatada e de ácido giberélico, em solo podzolizado, variação marilia. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Pereira J da P, Lucchesi AA. Crescimento de mudas enxertadas de seringueira (Hevea spp.) nas condições de sombra e a pleno sol, em função da adubação nitrogenada e potássica, na presença e ausência da fosfatada e de ácido giberélico, em solo podzolizado, variação marilia. 1989 ;
    • Vancouver

      Pereira J da P, Lucchesi AA. Crescimento de mudas enxertadas de seringueira (Hevea spp.) nas condições de sombra e a pleno sol, em função da adubação nitrogenada e potássica, na presença e ausência da fosfatada e de ácido giberélico, em solo podzolizado, variação marilia. 1989 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021