Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Aspectos do cancro mole no município de São Paulo (1993)

  • Authors:
  • Autor USP: SANTOS JUNIOR, MANUEL FERNANDO QUEIROZ DOS - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-11012018-103429
  • Subjects: EPIDEMIOLOGIA; DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (EPIDEMIOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: No período compreendido entre 1985 a 1989 foram registrados no Serviço de Dermatologia Sanitária da Faculdade de Saúde Pública de Universidade de São Paulo 202 pacientes portadores de cancro mole, o que compreendeu o universo de estudo. Mapeou-se os possíveis focos geográficos da doença distribuídos pelos 11 Distritos, 48 Subdistritos e 8 Escritórios Regionais de Saúde (ERSA) que compõe o Município de São Paulo. Os subdistritos de Butantã e Santo Amaro concentraram o maior número de casos (55) e o ERSA-1 apresentou 74 casos (36,6 por cento ). A idade concentrou-se entre 20 e 30 anos, havendo um aumento progressivo em menores de 20 anos. Os homens participaram numa proporção de 7:1 mulher, com tendência a diminuir. Houve nítida redução da participação da prostituição como fonte de contágio. O período de incubação variou de 1 a 41 dias com 60,5 por cento nos primeiros 7 dias. A lesão foi única em 33,7 por cento dos casos masculinos. O tempo da doença reduziu-se e o enfartamento inguinal ocorreu em 49 por cento dos casos. Referiram passado venéreo 123 pacientes variando de 1 a mais de 5 episódios. A soropositividade para sífilis revelou-se alta (28,2 por cento ). Em um outro período (1989-1991) foram pesquisados 42 casos de cancro mole para Anticorpos anti-Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH-1) confirmados pelo WESTERN BLOT, resultando 16,6 por cento de sororeatividade. O estudo desta soropositividade revelou que o risco da mulher portadora de um cancro mole apresentar-se infectada pelo VIH-1 parece ser maior do que para o homem. Diante destes resultados, recomenda-se a implantação imediata da notificação compulsória de todas as Doenças Sexualmente Transmissíveis, bem como a pesquisa rotineira para sífilis e para o VIH-1 nas populações de risco identificadas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.04.1993
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-11012018-103429 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS JÚNIOR, Manuel Fernando Queiroz dos; FORATTINI, Oswaldo Paulo. Aspectos do cancro mole no município de São Paulo. 1993.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1993. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-11012018-103429 > DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-11012018-103429.
    • APA

      Santos Júnior, M. F. Q. dos, & Forattini, O. P. (1993). Aspectos do cancro mole no município de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-11012018-103429
    • NLM

      Santos Júnior MFQ dos, Forattini OP. Aspectos do cancro mole no município de São Paulo [Internet]. 1993 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-11012018-103429
    • Vancouver

      Santos Júnior MFQ dos, Forattini OP. Aspectos do cancro mole no município de São Paulo [Internet]. 1993 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-11012018-103429


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021