Exportar registro bibliográfico

Atividade das neuraminidases de Trypanosoma cruzi e vibrio cholerae: inibição por frações sericas de Calomys callosus, camundongos (infectados por diferentes cepas do parasita) e pacientes chagasicos cronicos (1992)

  • Authors:
  • Autor USP: CHIOCCOLA, VERA LUCIA PEREIRA - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMP
  • Assunto: PARASITOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Correlacionaram-se niveis de parasitemia de c. Callosus e camundongos infectados com t. Cruzi com a inibicao por soros (st) e fracoes (lipoproteinas-lp, soros isentos de lipoproteinas-dlp, imunoglobulinas-ig) da atividade de neuraminidase (a-nase) de vibrio cholerae e t. Cruzi. A-nase foi determinada pela hemaglutinacao mediada pela pna. Lp nao inibiram a-nase de v. Cholerae; ela foi inibida pelos st, dlp, ig. Fracoes lp de todas as amostras inibiram a-nase de t. Cruzi de 3 a 5 titulos aglutinantes. Fracoes dlp de animais e humanos normais nao inibiram a a-nase. Houve inibicao total da a-nase pelas dlp, ig, nos infectados, a partir do pico de parasitemia, exceto em c. Callosus infectados com cepa y (fase cronica). Aumento de anticorpos inibidores (i/ac) foi relacionado com a evolucao da parasitemia. Anticorpos determinados pelas imunofluorescencias (epimastigotas-rif) aparecem em c. Callosus na fase ascendente e tripomastigotas (in situ) e os i/ac, no pico de parasitemia (y-fase cronica). Em camundongos, os anticorpos determinados pelas rif e in situ, aparecem no pico parasitemico e os i/ac, mais precocemente em infectados com cepas com infeccao aguda longa e tardiamente nos infectados com a cepa y. Nao houve diferenca de i/ac em pacientes chagasicos cronicos, ao contrario dos anticorpos (in situ). Os i/ac nao indicam infeccao ativa como os determinados pela in situ
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.09.1992

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREIRA-CHIOCCOLA, Vera Lucia; KLOTZEL, Judith Kardos. Atividade das neuraminidases de Trypanosoma cruzi e vibrio cholerae: inibição por frações sericas de Calomys callosus, camundongos (infectados por diferentes cepas do parasita) e pacientes chagasicos cronicos. 1992.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1992.
    • APA

      Pereira-Chioccola, V. L., & Klotzel, J. K. (1992). Atividade das neuraminidases de Trypanosoma cruzi e vibrio cholerae: inibição por frações sericas de Calomys callosus, camundongos (infectados por diferentes cepas do parasita) e pacientes chagasicos cronicos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Pereira-Chioccola VL, Klotzel JK. Atividade das neuraminidases de Trypanosoma cruzi e vibrio cholerae: inibição por frações sericas de Calomys callosus, camundongos (infectados por diferentes cepas do parasita) e pacientes chagasicos cronicos. 1992 ;
    • Vancouver

      Pereira-Chioccola VL, Klotzel JK. Atividade das neuraminidases de Trypanosoma cruzi e vibrio cholerae: inibição por frações sericas de Calomys callosus, camundongos (infectados por diferentes cepas do parasita) e pacientes chagasicos cronicos. 1992 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021