Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Influência da precipitação pluviométrica nas características bacteriológicas, físicas e químicas da água de diferentes mananciais de abastecimento da cidade de Jaboticabal - SP (1992)

  • Authors:
  • Autor USP: AMARAL, LUIZ AUGUSTO DO - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSA
  • DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-09012018-173525
  • Subjects: MANANCIAIS; QUALIDADE DA ÁGUA; SAÚDE PÚBLICA; POLUIÇÃO DA ÁGUA (PREVENÇÃO E CONTROLE)
  • Language: Português
  • Abstract: Foram analisadas, durante um período de 52 semanas, 572 amostras de água provenientes de 11 pontos de colheita localizados em três mananciais de abastecimento público da cidade de Jaboticabal, S.P, representados por um córrego, um dreno e um poço artesiano, com o objetivo de conhecer algumas características bacteriológicas, físicas e químicas e suas possíveis relações com a precipitação pluviométrica. Para cada amostra de água foram realizadas as determinações do número mais provável (NMP/100 mL) de coliformes totais, coliformes fecais e de estreptococos fecais, do número de microrganismos mesófilos (UFC/mL), pH, temperatura e turbidez, paralelamente foi observada a ocorrência de precipitação pluviométrica. Para as amostras de água do córrego, dreno e poço artesiano, nos períodos em que ocorreram precipitações pluviométricas, os valores médios das determinações do NMP de coliformes totais e coliformes fecais foram de 1307,0, 41,0 e 4,4/100 mL e de 63,0, 4,5 e 1,7/100 mL, respectivamente. Por outro lado, nos períodos em que não ocorreram precipitações pluviométricas os valores médios das referidas determinações foram de 387,0, 20,0 e 3,5/100 mL e de 92,0, 3,0 e 1,8/100 mL, respectivamente.Os NMP de estreptococos fecais e o número de microrganismos mesófilos revelaram-se, na presença de precipitações pluviométricas, com valores médios de 15,6, 4,3 e 1,5/100 mL e de 1318,0, 44,6 e 41,7 UFC/ml nas amostras de água do córrego, dreno e poço artesiano. Na ausência de precipitações pluviométricas esses valores médios foram de 15,0, 2,5 e 2,0/100 mL e de 481,0, 29,0 e 26,0 UFC/mL, respectivamente. Os valores médios do pH, temperatura e turbidez nas amostras de água do córrego, dreno e poço artesiano, quando ocorreram precipitações pluviométricas, foram de 6,8, 5,3 e 7,1; 20,9, 23,8 e 29,8oC e de 18,2, 2,7 e 2,9 ntu. Quando as precipitações pluviométricas não ocorreram os valores médios das referidas determinações foram de 6,8, 5,2 e 7,0; 18,5, 22,2 e 29,5°C e de 10,2, 1,8 e 2,5 ntu, respectivamente. As variações constatadas nos resultados obtidos nas análises bacteriológicas, físicas e químicas, nos períodos com e sem precipitações pluviométricas, revelaram-se mais acentuadas no manancial representado pelo córrego, sendo seguido pelo dreno e poço artesiano, respectivamente. A turbidez das amostras de água dos três mananciais de abastecimento estudados foi o parâmetro físico que mais apresentou correlações positivas significativas com os números de microrganismos pesquisados. As amostras de água dos três mananciais foram submetidas, ainda, à verificação da provável origem da poluição fecal, através da razão CF/EF, sendo possível determinar somente a origem da poluição fecal observada nas amostras obtidas no córrego, que foi definida como sendo humana.Os resultados obtidos revelaram que as amostras de água colhidas no córrego, dreno e no poço artesiano apresentaram características bacteriológicas, físicas e químicas diferentes frente à ocorrência de precipitações pluviométricas, sendo que as amostras do córrego foram as que evidenciaram maior influência desse fator. Novos estudos devem ser realizados sobre o comportamento de diferentes fontes de abastecimento público de águas superficiais e subterrâneas, frente às mesmas variações de condições climáticas, principalmente a ocorrência de precipitações pluviométricas, pois o conhecimento desse comportamento possibilita a tomada de medidas preventivas com a finalidade de promover e proteger a saúde da população consumidora.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.02.1992
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-09012018-173525 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMARAL, Luiz Augusto do; IARIA, Sebastião Timo. Influência da precipitação pluviométrica nas características bacteriológicas, físicas e químicas da água de diferentes mananciais de abastecimento da cidade de Jaboticabal - SP. 1992.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1992. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-09012018-173525 > DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-09012018-173525.
    • APA

      Amaral, L. A. do, & Iaria, S. T. (1992). Influência da precipitação pluviométrica nas características bacteriológicas, físicas e químicas da água de diferentes mananciais de abastecimento da cidade de Jaboticabal - SP. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-09012018-173525
    • NLM

      Amaral LA do, Iaria ST. Influência da precipitação pluviométrica nas características bacteriológicas, físicas e químicas da água de diferentes mananciais de abastecimento da cidade de Jaboticabal - SP [Internet]. 1992 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-09012018-173525
    • Vancouver

      Amaral LA do, Iaria ST. Influência da precipitação pluviométrica nas características bacteriológicas, físicas e químicas da água de diferentes mananciais de abastecimento da cidade de Jaboticabal - SP [Internet]. 1992 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-09012018-173525


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021