Exportar registro bibliográfico

Adesão do Brasil setecentista a ciência moderna (1991)

  • Authors:
  • Autor USP: CARDOSO, WALTER - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Assunto: HISTÓRIA DA CIÊNCIA
  • Language: Português
  • Abstract: A pesquisa objetivou determinar como se processou a introdução da ciência moderna no Brasil colonial. Partiu-se, portanto, da segunda metade do século xvii português, marcado por uma postura aristotélico-tomista, buscando-se detectar seus reflexos no Brasil. Passa-se em seguida ao período critico, verificado na primeira metade do século xviii. E quando ocorre o movimento dos chamados estrangeirados, dos quais fazem parte alguns brasileiros, chega-se depois a segunda metade do século xviii, quando as reformas pombalinas introduzem as ciências em Portugal. Para tanto, muito contribuiu a reforma da universidade. Segue-se a viradeira, quando ocorre a criação da academia das ciências de Lisboa. A participação dos brasileiros na universidade e na academia passa a ser examinada. Conclui-se buscando expor as verdadeiras dimensões e o sentido das ciências praticadas por brasileiros, ate a chegada da família real no Brasil, em 1808
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.04.1991

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARDOSO, Walter; MOTOYAMA, Shozo. Adesão do Brasil setecentista a ciência moderna. 1991.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1991.
    • APA

      Cardoso, W., & Motoyama, S. (1991). Adesão do Brasil setecentista a ciência moderna. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cardoso W, Motoyama S. Adesão do Brasil setecentista a ciência moderna. 1991 ;
    • Vancouver

      Cardoso W, Motoyama S. Adesão do Brasil setecentista a ciência moderna. 1991 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021