Exportar registro bibliográfico

Educação física na escola brasileira de primeiro e segundo graus, no período 1930-1986: uma abordagem sociológica (1988)

  • Authors:
  • Autor USP: BETTI, MAURO - EEFE
  • Unidade: EEFE
  • Sigla do Departamento: SD
  • Assunto: EDUCAÇÃO FÍSICA (ESTUDO E ENSINO)
  • Language: Português
  • Abstract: A educação física enquanto componente curricular do primeiro e segundo graus foi analisada numa perspectiva sociológica, objetivando: 1) estabelecer a influência da política educacional nas suas propostas pedagógicas, durante o período 1930-1986; 2) investigar a origem histórica destas propostas; e 3) elaborar um modelo sociológico da educação física, obtido a partir da sociologia da educação e da sociologia do esporte. A abordagem metodológica foi feita com base na teoria dos sistemas. A técnica de pesquisa envolveu a coleta e análise de conteúdo de documentos legais e textos especializados produzidos na época em questão. O exame histórico dos séculos XVIII e XIX revelou que os sistemas ginásticos europeus, surgidos num contexto de nacionalismo e militarismo, e o movimento esportivo inglês de caráter liberal-aristocrático, formaram a base institucional da educação física no mundo atual. O esporte foi analisado como fenômeno social e detectada sua influência sobre a educação física. Evidenciou-se também a necessidade de uma reflexão pedagógica sobre o esporte, para integrá-lo como meio de educação formal. A investigação histórica da educação física no Brasil permitiu distinguir quatro fases. O período 1930-1943 foi a fase de estabelecimento das bases da Educação Física nacional, para a qual convergiram os interesses do Estado, do sistema militar e dos educadores, centrados no nacionalismo, preparação militar, eugenia e busca da higiene/saúde. O período 1946-1967 foi de relativa retração do apoio à Educação Física por parte do Estado, ao mesmo tempo em que se iniciou um questionamento das bases pedagógicas estabelecidas. O período 1969-1979 marcou a ascenção do Esporte à razão de Estado, a inclusão do binômio Educação Física/Esporte na planificação estratégica do governo e a esportivização da Educação Física Escolar. (Continua)(Continuação) O período 1980-1986 caracterizou-se por um profundo questionamento das bases da Educação Física e uma radical mudança de referenciais conceituais, com a ascenção da concepção sócio-política da Educação Física. Concluiu-se que a mudança das concepções pedagógicas e dos modelos de homem desejadosnão são fatores suficientes para explicar as mudanças ao nível da prática pedagógica do trinômio professor-aluno-matéria de ensino, fazendo-se necessário uma análise de atividade física enquanto um fenômeno suí-generis. Foram identificadas algumas variáveis pedagógico-didáticas e sócio-psicológicas envolvidas na ativação dos mecanismos de sociabilização e formação da personalidade presentes no processo ensino-aprendizagem em Educação Física. O comportamento destas variáveis foi analisado nos métodos utilizados pela Educação Física no período (Método Francês, Método Desportivo Generalizado e Método Esportivo). Um modelo sociológico sistêmico foi proposto com base nos seguintes elementos: 1) política educacional; 2) objetivos do sistema escolar; 3) objetivos educacionais da educação física; e 4) processo ensino-aprendizagem. Considerou-se também a influência da herança histórica e dos interesses do sistema militar e esportivo. A finalidade do sistema foi definida como a formação da personalidade humana para atuar no meio social. Concluiu-se, à luz da teoria dos sistemas, que a Educação Física, enquanto um sistema hierárquico e aberto, possui uma tendência auto-integrativa, de submeter-se ao todo social, respondendo aos estímulos da política educacional e de outros sistemas sociais, mas também uma forte tendência auto-afirmativa, de agir como um subsistema autônomo, dificultando a implantação de mudanças ao nível da relação professor-aluno-matéria. (Continua)(Continuação) O modelo sistêmico proposto revelou-se útil para explicar a trajetória da educação física no período 1930-1986
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.12.1988

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BETTI, Mauro; BEISIEGEL, Celso de Rui. Educação física na escola brasileira de primeiro e segundo graus, no período 1930-1986: uma abordagem sociológica. 1988.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1988.
    • APA

      Betti, M., & Beisiegel, C. de R. (1988). Educação física na escola brasileira de primeiro e segundo graus, no período 1930-1986: uma abordagem sociológica. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Betti M, Beisiegel C de R. Educação física na escola brasileira de primeiro e segundo graus, no período 1930-1986: uma abordagem sociológica. 1988 ;
    • Vancouver

      Betti M, Beisiegel C de R. Educação física na escola brasileira de primeiro e segundo graus, no período 1930-1986: uma abordagem sociológica. 1988 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020