Exportar registro bibliográfico

Sensoriamento remoto orbital aplicado à prospecção mineral nas províncias estaníferas de Goiás e Rondônia: uma contribuição metodológica (1984)

  • Authors:
  • Autor USP: ALMEIDA FILHO, RAIMUNDO - IGC
  • Unidade: IGC
  • Sigla do Departamento: GGG
  • Subjects: SENSORIAMENTO REMOTO; PROSPECÇÃO MINERAL
  • Language: Português
  • Abstract: Discute-se neste trabalho uma linha metodológica de utilização de dados de sensoriamento remoto orbital, como ferramenta de auxílio a coampanhas de prospecção mineral, exemplificada no estudo de corpos graníticos das Províncias Estaníferas de Goiás e de Rondônia. Inicialmente faz-se uma discussão do papel dos diversos paraâmetros que interagem para compor o sinal gravado pelos sistemas sensores. São parâmetros fundamentais no processo de análise e interpretação de dados multiespectrais em geologia: as características fisiográficas da região; as características geológicas do "alvo"pesquisado; o papel das variáveis sazonais (cobertura vegetal e condições de iluminação); as características do sistema sensor (resoluções); e as técnicas de realce de imagens digitais através do emprego de computadores. A utilização de imagens digitais/multiespectrais do sensor MSS-LANDSAT, levando em consideração todos os aspectos acima, permitiu a discriminação de áreas de ocorrências de fácies greisenizadas ("latu sensu") associadas a corpos graníticos da Província Estanífera de Goiás, as quais são controles litológicos de mineralizações de Sn, W, NB-Ta, Li, F, etc. O parâmetro básico que permitiu a discriminação destas áreas através das imagens orbitais foi o comprtamento espectraldestes tipos litológicos e/ou de suas associações específicas de recha-solo-vegetação. Em Rondônia, dadas às características da região (profundo manto de intemperismo, coberturas sedimentares quaternáriase floresta tropocal), não é possível a discriminação espectral delitotipos específicos. No entanto, mesmo sob essas condições, a imagem LANDSAT realçada por computador, mostrou os traços geológicos principais e a estruturação do maciço granítico estudado, feições estas não observadas através de fotografias aéreas ou de imagens RADAR. Os resultados obtidos em Goiás e em Rondônia mostram que a utilização adequada de imagens de sensoriamento remoto ) orbital pode contribuir de maneira efetiva na orientação a trabalhos de prospecção mineral propiciando economias razoáveis de tempo e de recursos na etapa de levantamentos de campo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.03.1984
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALMEIDA FILHO, Raimundo; AMARAL, Gilberto. Sensoriamento remoto orbital aplicado à prospecção mineral nas províncias estaníferas de Goiás e Rondônia: uma contribuição metodológica. 1984.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1984. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-25082015-163531/pt-br.php >.
    • APA

      Almeida Filho, R., & Amaral, G. (1984). Sensoriamento remoto orbital aplicado à prospecção mineral nas províncias estaníferas de Goiás e Rondônia: uma contribuição metodológica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-25082015-163531/pt-br.php
    • NLM

      Almeida Filho R, Amaral G. Sensoriamento remoto orbital aplicado à prospecção mineral nas províncias estaníferas de Goiás e Rondônia: uma contribuição metodológica [Internet]. 1984 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-25082015-163531/pt-br.php
    • Vancouver

      Almeida Filho R, Amaral G. Sensoriamento remoto orbital aplicado à prospecção mineral nas províncias estaníferas de Goiás e Rondônia: uma contribuição metodológica [Internet]. 1984 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-25082015-163531/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021