Exportar registro bibliográfico

Fenomenologia e cinética da redução de pelotas e sínteres no intervalo 900-1350°C, em condições isotérmicas e simuladas do alto forno (1984)

  • Authors:
  • Autor USP: D'ABREU, JOSE CARLOS - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PMT
  • Subjects: ALTOS FORNOS; SINTERIZAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: A fenomenologia e a cinética da redução, no intervalo de temperatura 900-1350°C, foram investigadas em pelotas ácidas, de basicidades binárias entre 0,08 e 0,50 e ganga de 4,0 a 8,0%, em pelotas com cal e com dolomita, com basicidades entre 0,50 e 1,50 e ganga nas faixas 6,0-8 e 8,0-10,5%, respectivamente, e em dois sinteres industriais, de basicidades 1,40 e 1,60, com 20,9 e 16,7% de ganga. Tais estudos não só visaram esclarecer pontos de controvérsias a respeito dos fenômenos que ocorrem na região de transição entre a zona “seca” e de alta temperatura do alto forno, mas também propor um equacionamento capaz de quantificar a cinética de redução com presença de fase líquida. Finalmente, com base nos resultados das simulações experimentais, procurou otimizar as condições de carregamento do binômio material ferrífero-redutor, que fornecesse as menores espessuras da zona compreendida entre o início do retardamento e a fusão. O estudo morfológico através da metalografia ótica, conjugado com as determinações das energias de ativação e dos coeficientes de difusão do CO no filme de ferro, permitiram concluir que é amis apropriado se definir, como limite inferior da zona “seca”, a fronteira de retardamento e não a de amolecimento. Que o surgimento do retardamento se deu em virtude da redução se transferir para a wustita solubilizada na escória primária. Que toda a fenomenologia posterior, qual seja, as ocorrências de exudação da escória primária, a formação de micro e macro cavidades e a presença de filmes contínuos de ferro, se correlacionaram com os mecanismos controladores do processo, tendo sido, então, definidos os retardamentos por impermeabilizações do aglomerado e, numa etapa seguinte, do leito. Foi possível, também, concluir que o pior desempenho das pelotas mais ácidas e o comportamento melhor dos sinteresse deveu à predominância da exudação sobre a formação dos filmes contínuos de ferro, o que destacou a importância da competição entre esses fenômenos para a definição de uma adequada zona de alta temperatura. Que a basicidade binária, a forma, o nível de pré-redução e a refratariedade da ganga dos aglomerados, constituíram fatores influentes nos seus comportamentos. Para as pelotas e os sinteres foram obtidos: .......
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.11.1984

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      D'ABREU, José Carlos; BROSCH, Carlos Dias. Fenomenologia e cinética da redução de pelotas e sínteres no intervalo 900-1350°C, em condições isotérmicas e simuladas do alto forno. 1984.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1984.
    • APA

      D'Abreu, J. C., & Brosch, C. D. (1984). Fenomenologia e cinética da redução de pelotas e sínteres no intervalo 900-1350°C, em condições isotérmicas e simuladas do alto forno. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      D'Abreu JC, Brosch CD. Fenomenologia e cinética da redução de pelotas e sínteres no intervalo 900-1350°C, em condições isotérmicas e simuladas do alto forno. 1984 ;
    • Vancouver

      D'Abreu JC, Brosch CD. Fenomenologia e cinética da redução de pelotas e sínteres no intervalo 900-1350°C, em condições isotérmicas e simuladas do alto forno. 1984 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021