Exportar registro bibliográfico

Petrologia dos complexos máfico-ultramáficos de Mngabal I e Mngabal II, Sanclerlândia, Goiás (1983)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CANDIA, MARIA ANGELA FORNONI - IGC
  • Unidades: IGC
  • Sigla do Departamento: GMP
  • Subjects: PETROLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Os complexos de Mangabal I e Mangabal II constituem dois pequenos corpos máfico-ultramáficos diferenciados, originados da cristalização fracionada de magma basáltico toleítico a baixa pressão, em câmaras magmáticas individuais, que se posicionaram num determinado nível de um substrato siálico, representado, na área, por rochas gnáissicas e calcossilicatadas, atribuidas ao Complexo Basal Goiano. Embora tectonicamente deformados e parcialmente recristalizados, os complexos preservam feições ígneas reliquiares correlacionáveis às descritas em complexos ígneos estratiformes. Em função das feições ígneas presentes, e dentro do modelo existente para complexos ígneos estratiformes, reconstitui-se o seguinte empilhamento estratigráfico original: a) em Mangabal I, a sequência basal é constituída pelos olivina-cromo espinélio cumulatos (periotitos feldspáticos), à qual se segue os olivina-plagioclásio cumulatos (olivina gabronoritos) sobrepostos aos quais ocorrem os piroxênio-plagioclásio cumulatos (gabronoritos); b) em Mangabal II, a sequência basal é representada pela alternância de dois tipos de cumulatos ultramáficos, os olivina-cromo espinélio cumulatos (harzburgitos feldspáticos), predominantes, e os bronzita cumulatos (bronzititos feldspáticos); a sequência intermediária é representada pelos olivina-plagioclásio cumulatos (olivina gabronoritos) e a sequência superior, pelos piroxênio-plagioclásio cumulatos (gabronoritos). A olivina varia de 'FoIND. 83' a 'Fo IND. 77' nos cumulatos ultramáficos, alcançando composições dee 'Fo IND. 71' nos olivina gabronoritos. Os ortopiroxênios apresentam composições no campo das bronzitas nos cumulatos ultramáficos, estendendo-se até o campo do hiperstênio nos gabronoritos. O plagioclásio apresenta composições em torno de 'An IND. 64' nos cumulatos ultramáficos, alcançando teores de 'An IND. 56' nos gabronoritos. O clinopiroxênio situa-se no campo das augitas, mostrando ) "trend" de enriquecimento em ferro, dos cumulatos ultramáficos para os máficos. Os processos tectônicos subsequentes são responsáveis pela atual configuração geológica dos complexos, que se apresentam deformados, com sequências litológicas deslocadas e falhadas. Em Mangabal I, as deformações tectônicas levaram à inversão da sequência estratigráfica original. Após a atuação dos processos tectônicos, seguiram-se os reequilíbrios mineralógicos responsáveis pela recristalização das rochas dos complexos, originando meta peridotitos (coroníticos, a espinélio e clorita), meta harzburgitos (coroníticos, a espinélio e a clorita), meta bronzititos, meta olivina gabronoritos (coroníticos e a espinélio), meta gabronorítos, bronzita xistos e antofilita xistos. Tais reequilíbrios ocorreram em condições metamórficas de alto grau, a temperaturas da ordem de 700 - '780 GRAUS'C e a pressões mínimas da ordem de 6,0 e 6,5 Kbar. O estudo do comportamento da fase fluida, fundamentado principalmente na análise deinclusões fluidas, permitiu estabelecer um modelo através do qual se explica a coexistência de paragêneses mais hidratadas, em razão da influência da fase fluida, mais rica em 'H IND. 2'O, ao lado de associações coroníticas e de associações ígneas reliquiares, causadas pela existência de uma fase fluida mais rica em C'O IND. 2'
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 00.00.1983
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CÂNDIA, Maria Ângela Fornoni; GIRARDI, Vicente Antonio Vitorio. Petrologia dos complexos máfico-ultramáficos de Mngabal I e Mngabal II, Sanclerlândia, Goiás. 1983.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1983. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44135/tde-15092015-133104/pt-br.php >.
    • APA

      Cândia, M. Â. F., & Girardi, V. A. V. (1983). Petrologia dos complexos máfico-ultramáficos de Mngabal I e Mngabal II, Sanclerlândia, Goiás. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44135/tde-15092015-133104/pt-br.php
    • NLM

      Cândia MÂF, Girardi VAV. Petrologia dos complexos máfico-ultramáficos de Mngabal I e Mngabal II, Sanclerlândia, Goiás [Internet]. 1983 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44135/tde-15092015-133104/pt-br.php
    • Vancouver

      Cândia MÂF, Girardi VAV. Petrologia dos complexos máfico-ultramáficos de Mngabal I e Mngabal II, Sanclerlândia, Goiás [Internet]. 1983 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44135/tde-15092015-133104/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020